Cross Selling: o que é, estratégias de venda cruzada e exemplos para aplicar na sua empresa
Portal G4
>
Todas as Matérias
>
Cross Selling: o que é, estratégias de venda cruzada e exemplos para aplicar na sua empresa

Cross Selling: o que é, estratégias de venda cruzada e exemplos para aplicar na sua empresa

Por:
G4 Educação
Publicado em:
25/3/2024

Toda vez que você chega ao restaurante, pede o combo e te perguntam “Tortinha para acompanhar?”, você se torna um cliente potencial de Cross Selling. O cross-sell ou venda cruzada é uma técnica de vendas que consiste em oferecer produtos ou serviços relacionados e complementares para aumentar a receita. No caso, hambúrguer + batata + refrigerante e, para complementar, uma tortinha ou sundae. Percebeu a ideia?

Para o negócio, o Cross Selling é uma tremenda alavanca de receita e funciona praticamente para qualquer empresa, em qualquer segmento. Comprou uma camisa e calça, que tal aproveitar e levar os sapatos? Se for um carro novo, por que não instalar o rádio? E que tal levar a coleção completa, em vez de comprar um livro de cada vez? Para o cliente, a venda cruzada representa uma solução mais abrangente, uma experiência melhor e a oportunidade de construir um relacionamento com a marca ou empresa.

Baixe agora: Toolkit de Vendas, com planilhas, calculadora e passo a passo

A importância do Cross Selling está justamente em reunir essas duas pontas, vendas e experiência do consumidor. A venda cruzada não precisa acontecer logo no primeiro contato: pode acontecer após a compra, quando o representante de vendas percebe que outros produtos vão complementar aquela aquisição e atender às necessidades do cliente. E pode ser que o cliente não queira o produto complementar naquele momento, mas esteja aberto à negociação dali a uma semana. 

Fazer essa leitura da necessidade do cliente, do que pode gerar mais valor para o negócio dele é o grande aprendizado para o time de Vendas. Mesmo para empresas que ainda estão construindo seu portfólio de produtos, o feedback dos clientes e uma análise do que estão comprando pode trazer insights para desenvolver novas soluções.

A seguir, vamos mostrar o que é Cross Selling, quais as vantagens dessa técnica de vendas, alguns exemplos e como implementar na sua empresa.

Leia mais: Pitch de Vendas, passo a passo para criar

O que é Cross Selling?

Cross Selling ou venda cruzada é uma técnica de vendas em que uma empresa incentiva os clientes a comprar produtos ou serviços adicionais relacionados à sua compra inicial. O Cross Selling envolve a sugestão de itens complementares ou relacionados aos clientes com base em suas compras ou interesses atuais.

Em vez de se concentrar apenas na venda de um único produto ou serviço, o cross-sell envolve a sugestão de itens adicionais que aumentem o valor ou a utilidade da compra principal do cliente.

A venda cruzada envolve as seguintes questões:

#1 - Compreensão das necessidades do cliente

A venda cruzada bem-feita começa com a compreensão das necessidades, preferências e comportamento de compra dos clientes. Ao analisar os dados e as percepções dos clientes, as empresas podem identificar oportunidades de oferecer produtos ou serviços relevantes e complementares.

#2 - Identificação de oportunidades de vendas cruzadas

Uma vez compreendidas as necessidades dos clientes, as empresas podem identificar oportunidades de cross-sell com base nos produtos ou serviços que oferecem. Isso envolve determinar quais itens são comumente comprados juntos ou quais produtos ou serviços adicionais são capazes de melhorar a experiência do cliente.

#3 - Apresentação de ofertas de vendas cruzadas

As ofertas de cross selling podem ser apresentadas aos clientes por meio de vários canais, incluindo displays na loja, recomendações no site, marketing por e-mail e interações de vendas diretas. O segredo é apresentar as ofertas de vendas cruzadas de forma não intrusiva, relevante e que faça sentido naquele momento.

#4 - Recomendação de produtos complementares

Na venda cruzada, as empresas devem recomendar produtos ou serviços que complementem a compra inicial do cliente e agreguem valor à sua experiência geral. Isso pode incluir desde a sugestão de acessórios, upgrades ou itens relacionados que aumentem a funcionalidade, a conveniência ou o prazer do produto ou serviço principal.

#5 - Oferecer benefícios e valor

É fundamental comunicar os benefícios e o valor dos produtos ou serviços adicionais que estão sendo oferecidos durante a venda cruzada. Isso ajuda os clientes a entender por que os itens adicionais são relevantes para suas necessidades e como eles podem resolver a sua dor e ampliar sua satisfação com a compra.

#6 - Criar bundles ou combos

Agrupar produtos ou serviços relacionados em um pacote pode ser uma estratégia eficaz de cross selling. Os bundles (pacotes) oferecem aos clientes conveniência e valor agregado ao combinar itens complementares em uma única compra, geralmente a um preço com desconto em comparação com a compra de cada item separadamente.

#7 - Monitoramento e otimização do desempenho

Para maximizar a eficácia da venda cruzada, as empresas devem monitorar e analisar continuamente as métricas de desempenho, como dados de vendas, taxas de conversão e feedback dos clientes. Isso lhes permite identificar tendências, avaliar o sucesso das iniciativas de vendas cruzadas e fazer os ajustes necessários para otimizar os resultados.

Leia mais: Estratégia Comercial, guia passo a passo para estruturar seu planejamento

Como usar o Cross Selling para aumentar as vendas?

O Cross Selling ou venda cruzada pode impulsionar as vendas e aumentar a receita de várias maneiras:

Aumento do valor médio do pedido (AOV)

Ao incentivar os clientes a adicionar produtos complementares à sua compra, as empresas podem aumentar o valor total gasto por transação, aumentando, assim, o valor médio do pedido.

Aumento da satisfação do cliente

A oferta de produtos ou serviços adicionais relevantes pode melhorar a experiência geral do cliente, oferecendo opções que atendam às suas necessidades ou preferências.

Maior retenção de clientes

Ao demonstrar um entendimento das necessidades e preferências de seus clientes, as empresas podem promover a fidelidade e incentivar a repetição de compras.

Maximização das margens de lucro

A venda cruzada permite que as empresas promovam produtos ou serviços com margens mais altas, maximizando assim a lucratividade em cada transação.

Baixe agora: Guia SDR, passo a passo para montar seu time pré-vendas

Estratégias para Cross Selling

Ao implementar estratégias de venda com maior percepção de valor, as empresas podem aproveitar a venda cruzada não apenas para aumentar a receita, mas também para aumentar a satisfação e a fidelidade do cliente.

Bundle de produtos

Aqui entra a oferta de produtos relacionados em um pacote a um preço com desconto. O pacote incentiva os clientes a comprar vários itens de uma só vez, aumentando assim o valor geral da venda.

Recomendações personalizadas

Utilizando os dados do cliente e o histórico de compras, as empresas podem fornecer recomendações personalizadas de produtos adicionais que sejam relevantes para os interesses do cliente ou para compras anteriores. Isso pode ser feito por meio de marketing por e-mail direcionado, recomendações de produtos no site ou sugestões personalizadas dos representantes de vendas.

Posicionamento estratégico

O posicionamento estratégico de produtos complementares ao lado ou próximo ao produto principal pode aumentar sua visibilidade e incentivar os clientes a fazer compras adicionais.

Incentivos e promoções

A oferta de incentivos, como descontos, cupons ou amostras grátis de produtos relacionados, pode incentivar os clientes a adicioná-los à compra.

Venda cruzada durante o checkout

Apresentar aos clientes produtos relacionados durante o processo de checkout pode incentivar compras por impulso e aumentar o valor geral da transação.

Conteúdo educativo

Fornecer aos clientes conteúdo sobre os benefícios de produtos complementares pode ajudá-los a entender como e por que se beneficiariam com a compra de itens adicionais.

Leia mais: Venda desafiadora, dicas para ter um time de vendas de sucesso

Benefícios da venda cruzada

Aumento da receita

A venda cruzada permite que as empresas capitalizem os relacionamentos existentes com os clientes vendendo produtos ou serviços adicionais. Isso resulta em maior receita de vendas sem a necessidade de adquirir novos clientes.

Experiência aprimorada do cliente

Ao oferecer produtos ou serviços complementares que atendem às necessidades ou preferências dos clientes, as empresas podem melhorar a experiência geral do cliente. Isso pode levar a uma maior satisfação, fidelidade e repetição de negócios.

Lucratividade maximizada

A venda cruzada permite que as empresas promovam produtos ou serviços de margem mais alta juntamente com as compras primárias, maximizando assim a lucratividade em cada transação.

Insights aprimorados sobre o cliente

A análise dos dados de cross-sell fornece insights valiosos sobre as preferências, o comportamento e os padrões de compra dos clientes. Essas informações podem informar futuras estratégias de marketing, desenvolvimento de produtos e gerenciamento de estoque.

Vantagem competitiva

O Cross Selling pode diferenciar uma empresa da concorrência ao demonstrar um profundo entendimento das necessidades do cliente e oferecer soluções orientadas para sua dor. Isso pode ajudar a atrair e reter clientes em um mercado competitivo.

Quando e como usar Cross-sell e exemplos

Para entender melhor e mais rapidamente quando uma empresa deve ou não adotar a venda cruzada, apontamos sete exemplos.

Produtos complementares

Caso: Uma empresa oferece produtos que se complementam naturalmente, aumentando a proposta de valor para os clientes.

Exemplo: Uma livraria faz a venda cruzada de marcadores de página, luzes de leitura e estantes junto com livros para aprimorar a experiência de leitura dos clientes.

Itens comprados juntos com frequência

Caso: Certos produtos ou serviços são frequentemente comprados juntos pelos clientes.

Exemplo: Uma cafeteria faz a venda cruzada de doces, biscoitos e muffins junto com pedidos de café, pois eles são muito apreciados juntos.

Experiência aprimorada do cliente

Caso: A venda cruzada melhora a experiência do cliente ao oferecer conveniência e soluções abrangentes.

Exemplo: Uma loja de eletrônicos faz vendas cruzadas de garantias estendidas, serviços de suporte técnico e acessórios, como capas e protetores de tela, juntamente com aparelhos eletrônicos para oferecer aos clientes uma experiência de compra única e tranquilidade.

Venda cruzada sazonal ou ocasional

Caso: A venda cruzada é adaptada às necessidades e preferências sazonais ou ocasionais dos clientes.

Exemplo: Uma loja de jardinagem faz vendas cruzadas de sementes, fertilizantes e ferramentas juntamente com plantas durante a temporada de plantio da primavera para atender às necessidades de jardinagem dos clientes.

Soluções personalizadas

Caso: A venda cruzada permite que as empresas ofereçam soluções personalizadas para atender às necessidades ou preferências específicas dos clientes.

Exemplo: Uma concessionária de automóveis faz a venda cruzada de pacotes de manutenção, garantias estendidas e opções de seguro juntamente com a compra de veículos para oferecer aos clientes soluções mais completas de serviços adaptadas às suas preferências e ao seu orçamento.

Serviços baseados em assinatura

Caso: A venda cruzada incentiva os clientes a fazer upgrade ou acrescentar serviços adicionais aos seus planos de assinatura existentes.

Exemplo: Um provedor de serviços de streaming faz a venda cruzada de pacotes de conteúdo premium, assinaturas sem anúncios e planos familiares juntamente com os níveis básicos de assinatura para oferecer aos clientes mais opções e flexibilidade em sua experiência de entretenimento.

Agrupamento e descontos

Caso: A venda cruzada envolve o agrupamento de produtos ou a oferta de descontos em itens complementares para incentivar compras adicionais.

Exemplo: Um restaurante de fast-food faz a venda cruzada de refeições combinadas, que incluem um hambúrguer, batatas fritas e uma bebida a um preço com desconto em comparação com a compra de cada item separadamente, incentivando os clientes a adicionar mais itens ao pedido.

Em cada um desses casos, a venda cruzada faz sentido para a empresa porque agrega valor à experiência do cliente, aumenta a receita de vendas e fortalece o relacionamento com o cliente. Ao oferecer produtos ou serviços relevantes e complementares, as empresas podem atender às necessidades dos clientes de forma eficaz, aumentar a satisfação e gerar vendas adicionais.

(Crédito: Reprodução/Aha Slides)

Vantagens e Desvantagens do Cross Selling

Embora o Cross-Sell ou venda cruzada ofereça inúmeros benefícios e vantagens, as empresas devem estar atentas às possíveis desvantagens e desafios associados à sua implementação. Para aproveitar melhor o Cross Selling como mecanismo para impulsionar vendas e melhorar o relacionamento com os clientes, é preciso levar em conta os seguintes pontos.

Vantagens da venda cruzada

Maior valor médio do pedido (AOV)

A venda cruzada aumenta o valor total gasto por transação, levando a um valor médio de pedido mais alto. Isso pode ter um impacto significativo na receita geral e na lucratividade.

Marketing econômico

A venda cruzada para clientes existentes geralmente é mais econômica do que a aquisição de novos clientes. Como esses clientes já demonstraram interesse no negócio, o custo de aquisição é menor, resultando em um maior retorno sobre o investimento (ROI).

Sinergia entre produtos/serviços

A venda cruzada permite que as empresas aproveitem as sinergias entre seus produtos ou serviços. Ao oferecer itens complementares, as empresas podem aprimorar a proposta de valor para os clientes e fornecer soluções mais abrangentes.

Relacionamentos aprimorados com os clientes

Ao entender as necessidades e preferências dos clientes, as empresas podem construir relacionamentos mais fortes com eles por meio de ofertas personalizadas de vendas cruzadas. Isso promove a fidelidade e incentiva a repetição de negócios ao longo do tempo.

Desvantagens da venda cruzada

Possibilidade de desconforto para o cliente

A promoção de produtos ou serviços adicionais de forma muito agressiva pode causar desconforto ou aborrecimento ao cliente. As empresas devem encontrar um equilíbrio entre oferecer sugestões relevantes de vendas cruzadas e respeitar os limites do cliente.

Risco de vendas excessivas

A recomendação de muitos produtos ou serviços adicionais pode sobrecarregar os clientes e prejudicar sua experiência geral de compra. As empresas devem se concentrar em oferecer sugestões de vendas cruzadas direcionadas e significativas para evitar sobrecarregar os clientes.

Complexidade na implementação

A implementação de estratégias eficazes de vendas cruzadas exige planejamento, análise e coordenação cuidadosos entre vários departamentos. Essa complexidade pode ser um desafio para algumas empresas, especialmente para organizações menores com recursos limitados.

Dependência de dados do cliente

A venda cruzada bem-sucedida depende muito dos dados e das percepções dos clientes. As empresas precisam investir em ferramentas e processos de análise de dados para analisar com eficácia o comportamento e as preferências dos clientes, o que pode exigir recursos e conhecimentos adicionais.

Cross-sell: o que fazer e o que não fazer

As recomendações a seguir seguem os principais pontos do que fazer e do que não fazer quando se trata de venda cruzada. Por mais óbvios que algumas recomendações possam parecer, é importante reforçar com os responsáveis pelo planejamento e os times envolvidos para que todos tenham clareza e trabalhem juntos para aumentar as vendas, melhorar a experiência do cliente e construir relacionamentos que vão durar muito mais tempo.

O que fazer

  • Entender as necessidades do cliente. Reserve um tempo para entender as preferências, o histórico de compras e as necessidades atuais de seus clientes antes de fazer sugestões de vendas cruzadas. Adapte suas ofertas aos interesses e requisitos específicos deles.
  • Oferecer produtos relevantes. Recomende produtos ou serviços complementares que realmente agreguem valor à compra inicial do cliente. Certifique-se de que os itens adicionais estejam alinhados com os interesses do cliente e que possam melhorar sua experiência geral.
  • Fornecer recomendações personalizadas. Utilize os dados e as percepções do cliente para oferecer recomendações personalizadas de vendas cruzadas. Isso pode incluir ofertas de e-mail direcionadas, recomendações de produtos com base no histórico de navegação ou sugestões personalizadas dos representantes de vendas.
  • Educar os clientes. Forneça informações sobre os benefícios e os recursos dos produtos ou serviços adicionais que você está recomendando. Ajude os clientes a entender como esses itens complementam a compra inicial e atendem às suas necessidades ou preocupações específicas.
  • Facilitar as coisas. Simplifique o processo de venda cruzada para que seja o mais simples possível para os clientes acrescentarem itens adicionais à sua compra. Ofereça opções convenientes, como pacotes, complementos com um clique ou combinações de produtos pré-selecionados.

O que não fazer

  • Ser insistente. Evite ser excessivamente agressivo ou insistente ao fazer vendas cruzadas para os clientes. Respeite as preferências e os limites deles e evite pressioná-los a comprar itens adicionais que talvez não precisem ou não queiram.
  • Oferecer produtos irrelevantes. Evite recomendar produtos ou serviços que não sejam relevantes para a compra inicial ou para os interesses do cliente. Sugestões irrelevantes de vendas cruzadas podem parecer intrusivas ou desanimadoras para os clientes.
  • Ignorar o feedback do cliente. Preste atenção ao feedback do cliente com relação aos esforços de venda cruzada e ajuste sua abordagem de acordo. Se os clientes expressarem insatisfação ou desconforto com determinadas táticas de vendas cruzadas, leve em conta o feedback deles e faça as melhorias necessárias.
  • Perder oportunidades. Não negligencie oportunidades potenciais de vendas cruzadas. Seja proativo na identificação de oportunidades para sugerir produtos ou serviços adicionais que se alinhem às necessidades e preferências do cliente.
  • Esquecer o acompanhamento (follow up). Faça o acompanhamento dos clientes depois que eles fizerem uma compra para garantir que estejam satisfeitos com a compra inicial e para oferecer suporte ou recomendações adicionais, se necessário. A comunicação de acompanhamento pode ajudar a reforçar o valor da venda cruzada e incentivar a repetição de negócios.

Cross Selling: exemplo de passo a passo para implementar no seu negócio

Para entender as diferentes etapas de implementação do cross-sell, usamos o seguinte exemplo:

Negócio: Venda cruzada em uma loja de ferragens

Usando uma loja de ferragens como exemplo de implementação de uma estratégia de cross-sell, pensando em aumentar as vendas e construir um relacionamento mais forte com os clientes, é possível dividir o processo em várias etapas.

Etapa 1: Geração de ideias

Ideia: A loja de ferragens quer aumentar as vendas com a venda cruzada de produtos relacionados aos clientes que compram ferramentas elétricas.

Etapa 2: Análise do produto

A loja analisa seu estoque e identifica produtos complementares que são comumente usados com ferramentas elétricas, como equipamentos de segurança (luvas, óculos de proteção), acessórios (brocas, lâminas de serra) e suprimentos de manutenção (óleo, lubrificantes).

Etapa 3: Segmentação de clientes

A loja segmenta sua base de clientes com base em seu comportamento de compra e preferências. Por exemplo, ela pode identificar entusiastas de bricolagem, empreiteiros profissionais e amadores ocasionais como seus principais segmentos de clientes.

Etapa 4: Criação da oferta

Oferta: A loja decide oferecer uma promoção especial voltada para os clientes que compram ferramentas elétricas. Para cada compra de ferramenta elétrica, os clientes recebem um desconto em acessórios complementares ou equipamentos de segurança.

Etapa 5: Estratégia de marketing

A loja desenvolve uma campanha de marketing para promover a oferta de vendas cruzadas. Isso inclui a criação de sinalização na loja, a atualização do site com a promoção e o envio de boletins informativos por e-mail direcionados ao banco de dados de clientes.

Etapa 6: Treinamento de funcionários

A equipe da loja é treinada sobre a oferta de vendas cruzadas, incluindo como identificar oportunidades durante as interações com os clientes, recomendar produtos relevantes e comunicar o valor dos itens adicionais.

Etapa 7: implementação na loja

Quando os clientes procuram ferramentas elétricas na loja, eles encontram sinalização promovendo a oferta de vendas cruzadas. Os vendedores interagem com os clientes, perguntam sobre suas necessidades de projeto e recomendam acessórios relevantes ou equipamentos de segurança para acompanhar a compra da ferramenta elétrica.

Etapa 8: implementação on-line

A loja atualiza seu site para mostrar a oferta de vendas cruzadas nas páginas de produtos para ferramentas elétricas. Os clientes que navegam on-line são solicitados a adicionar itens complementares ao carrinho de compras a um preço com desconto.

Etapa 9: Feedback e avaliação

A loja coleta feedback dos clientes sobre a oferta de vendas cruzadas e monitora os dados de vendas para avaliar sua eficácia. Eles analisam quais produtos complementares são mais populares e ajustam sua estratégia de acordo.

Etapa 10: Iteração e otimização

Com base no feedback e nos dados de vendas, a loja refina sua estratégia de vendas cruzadas ao longo do tempo. Isso pode envolver o ajuste da oferta, a atualização da seleção de produtos ou o ajuste das táticas de marketing para atender melhor às necessidades e preferências dos clientes.

Matérias relacionadas
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Algum termo te deixou com dúvidas?
Saiba o que significa no nosso glossário do empresário.
Acessar agora