Sam Altman

Sam Altman
Nome completo:
Samuel Harris Altman
Sobrenome:
Nacionalidade:
Estadunidense
Data de nascimento:
22 de abril de 1985
Local de nascimento:
Chicago, Illinois, EUA
Ocupação:
CEO da OpenAI
Dono(a) da(s) Empresa(s):
Patrimônio Líquido Estimado:
Cônjuge:
Oliver Mulherin
Filhos:
Formação:
Ciência da Computação na Universidade de Stanford (não concluído)

No campo da tecnologia e principalmente da Inteligência Artificial, poucos nomes carregam o mesmo peso de Sam Altman. Empresário, investidor e visionário, a jornada de Altman resume a busca contínua pela inovação e o impulso incessante de ultrapassar os limites do que é considerado possível.

Altman tornou-se muito conhecido a partir de sua gestão como presidente da Y Combinator. Sob sua liderança, a Y Combinator emergiu como a mais proeminente aceleradora de startups, alimentando algumas das empresas mais influentes da era moderna, incluindo Dropbox, Airbnb e Stripe. O olhar aguçado de Altman para o talento e seu apoio aos fundadores lhe renderam a reputação de um “criador de reis” no Vale do Silício.

Em 2014, a jornada de Altman deu uma guinada transformadora quando ele se juntou à OpenAI, um laboratório de pesquisa de Inteligência Artificial dedicado a garantir que a IA beneficie toda a humanidade. Como CEO da OpenAI, Altman liderou os esforços para avançar no campo da IA e, ao mesmo tempo, defendeu o desenvolvimento ético e responsável da IA. Sua liderança visionária impulsionou a OpenAI para a vanguarda da pesquisa em IA, levando a avanços revolucionários em processamento de linguagem natural, aprendizado por reforço e robótica.

Sam Altman tem sido comparado a visionários da tecnologia como Steve Jobs e Bill Gates. Em entrevistas e palestras, ele costuma reafirmar sua crença de que a Inteligência Artificial será capaz de fazer qualquer coisa que os humanos possam fazer.

O impacto de Altman se estende muito além dos limites do setor de tecnologia. Defensor da renda básica universal, Altman tem sido uma das principais vozes na discussão sobre o futuro do trabalho em um mundo cada vez mais automatizado. Sua defesa de políticas que promovem a equidade econômica e a justiça social lhe rendeu ampla aclamação e consolidou seu legado como líder de pensamento na interseção da tecnologia e da sociedade.

Trajetória

Desde cedo, Sam Altman demonstrou aptidão para entender e pensar em tecnologia como um meio para avançar ideias. Após ganhar um Macintosh, ele resolveu desmontar o computador para entender como funcionava e logo em seguida aprendeu a programar – uma prova de sua curiosidade e talento inatos no mundo da tecnologia.

Seguindo o que parecia um caminho natural, Altman se matriculou no curso de Ciência da Computação, na Universidade de Stanford, na Califórnia. Mas após dois anos, ele e mais dois amigos decidiram abandonar o curso para se dedicar em tempo integral ao desenvolvimento do aplicativo Loopt, que permitia aos usuários compartilhar sua localização com amigos.

A startup foi uma das primeiras a receber financiamento da aceleradora Y Combinator e chegou a atrair o interesse e o investimento de operadoras como a Sprint. Para se ter uma ideia, estava no mesmo grupo de investimento que o Reddit. O Loopt chegou a ser avaliado em US$ 175 milhões, mas não despertou interesse suficiente e, por isso, os fundadores o venderam por US$ 43 milhões em 2012.

Depois de vender a Loopt, Sam Altman criou um fundo de risco chamado Hydrazine Capital, em sociedade com seu irmão Max Altman. Eles levantaram US$ 21 milhões, o que incluía os US$ 5 milhões que vieram da venda da Loopt e um investimento do bilionário Peter Thiel. Com seu outro irmão Jack, os Altmans lançariam outro fundo chamado Apollo, em 2020, com foco no financiamento de empresas “moonshot”, de ideias revolucionárias e possibilidade de crescimento exponencial.

Y Combinator

Em 2014, aos 28 anos, Sam Altman aceitou o convite dos fundadores da Y Combinator – Paul Graham e Jessica Livingston – e sucedeu Graham como presidente. Sob seu comando, a aceleradora de startups consolidou sua reputação como o principal polo de atração para empreendedores que queriam aprender a criar uma empresa de sucesso.

No modelo da Y Combinator, os fundadores de startups participam de um programa de três meses em que aprendem a transformar suas ideias em um negócio e como podem desenvolver esse negócio para crescer. A aceleradora também oferece um financiamento de US$ 500 mil em troca de participação acionária na empresa. 

Durante a gestão de Altman na presidência, a Y Combinator ajudou aproximadamente 1900 empresas, incluindo o Airbnb, a Instacart, o DoorDash, Reddit e o Twitch. Ele deixaria o cargo de presidente em março de 2019 para se concentrar no projeto da OpenAI, mas permaneceu como chairman. 

Em 2015, Altman foi incluído na lista Forbes 30 Under 30 para capital de risco aos 29 anos.

OpenAI

Em 2015, Sam Altman foi um dos fundadores da OpenAI, uma organização sem fins lucrativos que tinha como foco desenvolver a Inteligência Artificial (IA) para beneficiar a humanidade. Altman e o CEO da Tesla, Elon Musk, eram copresidentes da OpenAI.

A ideia central da OpenAI era reconhecer o poder da Inteligência Artificial e entender as possibilidades de uso. A OpenAI começou com um investimento inicial de US$ 1 bilhão, que veio de Sam Altman, Elon Musk, do investidor Peter Thiel e da Amazon Web Services, entre outros.

Anos depois, Altman diria que o trabalho desenvolvido na OpenAI tinha muitas similaridades com o Projeto Manhattan, que desenvolveu a primeira bomba atômica, especialmente o “nível de ambição a que aspiramos”.

A ambição da OpenAI foi desafiada em 2018, quando Elon Musk tentou direcionar a organização para alcançar o Google. Altman disse que esse não seria o caminho e o CEO da Space X deixou a OpenAI, o que teve um impacto em seu financiamento. Um ano depois, Altman comandaria a OpenAI no processo de criação de uma empresa com “lucro limitado” para financiar o desenvolvimento feito pela organização. No controle da nova empreitada estaria o mesmo conselho que puxava a organização sem fins lucrativos.

Nessa nova fase, Sam Altman tornou-se CEO da OpenAI. Ele procurou o CEO da Microsoft, Satya Nadella, para demonstrar o potencial da OpenAI. Após o encontro, a OpenAI recebeu um investimento de US$ 1 bilhão e fechou um acordo com a Microsoft, que passou a controlar 49% da empresa. A parceria permitiu que a OpenAI usasse o serviço de computação em nuvem Azure e deu à gigante de tecnologia a primazia na integração do software da OpenAI em seus produtos.

Enquanto empresas como IBM avançavam nas possibilidades de uso da IA, a OpenAI ganhou prestígio pelo desenvolvimento de IA. Seu maior avanço foi nos chamados modelos de linguagem ampla (LLMs), que são treinados com grandes quantidades de texto, e com os modelos de processamento de linguagem natural (NLP), usados para responder a comandos em linguagem humana em vez de programação. 

É desse desenvolvimento que surgiu o ChatGPT (Generative Pre-Training Transformer), o modelo mais famoso e que impulsionou a democratização no uso da Inteligência Artificial nos negócios e no dia a dia de milhões de pessoas. A OpenAI liberou seu uso inicialmente para desenvolvedores, depois para o público em geral em 30 de novembro de 2022 – alcançando 1 milhão de usuários em cinco dias. A ferramenta se tornou tão famosa que é praticamente sinônimo de IA Generativa.

Outro grande avanço da OpenAI veio do DALL-E, que faz o mesmo trabalho do Chat GPT, mas com imagens, ou seja, é capaz de criar desenhos, pinturas e todo tipo de imagens a partir de comandos do usuário. O DALL-E foi lançado em 2021 e de lá para cá vem crescendo em uso e influência.

A grande sacada de Altman e dos executivos da OpenAI é que, ao liberar o uso das duas ferramentas para quem tivesse interesse, a empresa conseguiu melhorar seu bot mais rapidamente do que apenas com dados. E mais: criou um buzz ao redor da IA e a associou a algo divertido, a ponto de professores e alunos debaterem o uso (ou não) do Chat GPT em trabalhos escolares.

O furor provou que a Microsoft estava certa em investir e a empresa fez novo aporte “multibilionário”, que o mercado estima em torno de US$ 10 bilhões. Isso colocaria o valor de mercado da OpenAI em cerca de US$ 29 bilhões.

Apesar de tanta celebração em torno da OpenAI e de seu estilo de liderança, Sam Altman enfrentou oposição dentro da companhia em 2023. Ele chegou a ser demitido do cargo de CEO em novembro, mas a companhia sofreu uma oposição interna com executivos sêniores deixando a empresa em protesto. Houve pressão também de membros do conselho, o que resultou em sua volta ao posto nem 15 dias depois.  

Em 2023, Sam Altman foi escolhido o CEO do ano pela revista Time.

Frases

"Começar um negócio é como surfar em uma onda entre a vida e a morte. Se você conseguir se manter firme por tempo suficiente, certamente terá sucesso."
"A inteligência geralmente é fácil de perceber em uma conversa de 10 minutos. A determinação é mais difícil."
"As pessoas sempre cometem o erro de chamar uma ideia de pequena ou estúpida porque não entendem como ela vai evoluir."
"Mantenha o foco e não tente fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Preocupe-se com a qualidade da execução."
"Você pode criar valor com inovação revolucionária, refinamento incremental ou coordenação complexa. As grandes empresas geralmente fazem duas dessas coisas. As melhores empresas fazem todos os três."
"Tenha como objetivo ser o melhor do mundo em tudo o que você faz profissionalmente. Mesmo que não consiga, você provavelmente acabará em um lugar muito bom."
"Há três coisas que procuro quando contrato pessoas. Elas são inteligentes? Elas conseguem fazer as coisas? Eu quero passar muito tempo com elas?"
"A IA provavelmente levará ao fim do mundo, mas, nesse meio tempo, haverá grandes empresas."

Heading

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Suspendisse varius enim in eros elementum tristique. Duis cursus, mi quis viverra ornare, eros dolor interdum nulla, ut commodo diam libero vitae erat. Aenean faucibus nibh et justo cursus id rutrum lorem imperdiet. Nunc ut sem vitae risus tristique posuere.

Conheça o treinamento associado a este mentor

No items found.

Perfis relacionados a

Sam Altman