Starbucks: Estudo de caso

Descubra como o Starbucks, ficou mundialmente conhecido e qual foi a sua jornada de expansão

O sucesso do Starbucks

De um começo humilde em 1971 como uma cafeteria de Seattle, para a maior rede de cafeterias do mundo, com mais de 33.000 pontos de venda em 83 países.

Lista Fortune: Starbucks

A marca está classificada em 120º lugar na lista Fortune 500 e tem como alvo pessoas que desejam um espaço tranquilo para tomar café e perder o estresse.

A jornada de expansão da Starbucks

A Starbucks foi criada por Jerry Baldwin, Gordon Bowker e Zev Siegl em 1971. Em 1986, a empresa já contava com 6 estabelecimentos em sua cidade natal.

Em 1987, os três proprietários originais decidiram vender o negócio para o empresário Howard Schulz, que se dedicou a expandir a marca agressivamente.

Apenas 2 anos após Howard Schulz assumir a Starbucks, já existiam 46 cafeterias espalhadas pelo oeste dos Estados Unidos e Canadá.  A expansão global da companhia foi rápida e estratégica.

Em 1996, a Starbucks abriu a sua primeira loja internacional em Tóquio.  Em 1998, adentrou o Reino Unido.  Em 2002, penetrou o mercado latino-americano, através do México.

Entre 1998 e 2008, a Starbucks cresceu de 1.886 lojas para 16.680. Apesar dessa ascensão meteórica, a recessão global de 2008 comprometeu a história da companhia.

Em 2015, novas lojas foram abertas no Panamá e conquistou-se a marca de 99% de café de origem ética. Além disso, uma solução blockchain da Microsoft permite que os 

Por fim em 3 de abril de 2017, seu ex-CEO, Howard Schultz, passou a liderança da empresa para Kevin Johnson. 

Não pare por aqui!

A G4 Educação montou um estudo de caso completo, sobre a Starbucks, analisando todo o negócio, para continuar lendo basta clicar a baixo e ir para o post!