Artigos, Livros

G4 Books: Organizações Exponenciais [Principais Insights]


Organizações Exponenciais

Organizações Exponenciais

Escrito por Salim Ismail, Michael S. Malone e Yuri van Geest

“Qualquer empresa projetada para o sucesso no século 20 está fadada ao fracasso no século 21”.

David Rose

Publicado em 2014 e com coautoria de Salim Ismail, Michael S. Malone e Yuri van Geest, o livro “Organizações Exponenciais” apresenta a estrutura para se tornar uma organização 10x melhor, mais rápida e mais barata.

Ismail é palestrante, estrategista e empresário do Vale do Silício. Atualmente, é diretor executivo fundador da Singularity University e cofundador e presidente do OpenExO, um ecossistema de transformação global que conecta profissionais de classe mundial a organizações, instituições e pessoas que desejam construir um futuro melhor por meio de ideias de ponta e metodologias acionáveis. Além disso, foi vice-presidente do Yahoo e vendeu sua empresa Angstro para o Google em 2010.

Michael S. Malone é um dos escritores de tecnologia mais conhecidos do mundo, com uma vasta e premiada experiência em todas as formas de redação profissional, possui mais de 25 anos de experiência cobrindo o Vale do Silício e a indústria de alta tecnologia.

E, por fim, Yuri van Geest, é autor, palestrante internacional e empreendedor em tecnologias emergentes exponenciais, especialista em Conselhos do Futuro Global do Fórum Econômico Mundial e embaixador holandês da Singularity University.

A lógica utilizada pelos três coautores nesta obra é de que toda empresa que quer sobreviver, precisa necessariamente se adaptar.

Nesse sentido, as Organizações Exponenciais (ou ExO’s) trabalham com modelos de negócios novos e disruptivos, utilizando a abundância da tecnologia para obter um alcance mais amplo e com menos impacto no seu balanço patrimonial.

Airbnb e Uber são exemplos de companhias que oferecem serviços sem possuir um quarto de hotel ou um carro em seu acervo, enquanto as empresas tradicionais ainda se concentram no gerenciamento da escassez à moda antiga.

Assim, vejamos os principais insights e lições contidos neste livro para melhor aproveitar ativos, otimizar o desempenho do seu negócio e estar preparado para a verdadeira disrupção.

(Na imagem: Salim Ismail, Michael S. Malone e Yuri van Geest)
(Créditos: LinkedIn)

#1 – Organizações exponenciais são o futuro dos negócios

Uma organização exponencial descreve uma companhia capaz de obter um crescimento que dispara em um curto período de tempo devido à sua capacidade de alavancar novas tecnologias.

Assim, taxas de crescimento de 5% ao ano estão ultrapassadas, já que a intenção é dobrar a meta conquistada a cada período.

Em linhas gerais, uma ExO pode fazer mais, produzir mais e dominar seu nicho de mercado com menos pessoas ou recursos quando comparada a uma empresa tradicional. É por isso que a locadora de vídeo Blockbuster não conseguiu derrotar a Netflix e empresas como Uber, Google e AirBnB estão redefinindo o amanhã.

“No futuro, a métrica definidora para as organizações não será ROI (Return on Investment – retorno sobre o investimento), mas ROL (Return on Learning – retorno sobre a aprendizagem)”.

Organizações Exponenciais

ExO’s são especialistas em adaptação, por isso entendem que a concorrência não vem necessariamente de grandes corporações, mas pode estar na startup da garagem de um vizinho.

Ou seja, há quanto tempo uma empresa existe ou quantos funcionários ela tem não garante mais o sucesso. Foi assim que a Kodak, por exemplo, faliu quase da noite para o dia.

Importante dizer que o modelo ExO não se aplica apenas a empresas, mas a qualquer instituição que queira experimentar taxas de crescimento e sucesso sem precedentes com um mínimo de recursos.

Aprender as ideias por trás das organizações exponenciais ajuda a “desaprender” e a repensar muito do que sabemos sobre negócios hoje. E isso é só o começo.

#2 – Diga adeus ao pensamento linear – ExO’s são ágeis, flexíveis e rápidas

O pensamento linear é o modo tradicional de resolução de problemas através de uma estrutura ordenada que permite a racionalização e a crença em resultados previsíveis.

No entanto, as empresas não estão mais restritas aos limites tradicionais de crescimento adotadas por essa mentalidade – já não é mais possível, por exemplo, prever uma evolução consistente em uma certa porcentagem a cada ano, a dinâmica do mercado agora é outra.

De acordo com um estudo realizado pela Yale University, a vida útil de uma empresa S&P 500, por exemplo, caiu de 67 anos para 15 anos no último século.

“Hoje, se você não está disruptando a si mesmo, outra pessoa está; o seu destino é ser o perturbador ou o perturbado. Não há meio termo”.

Organizações Exponenciais

Dessa forma, faz-se urgente a adoção de novas formas de pensamento que levem em consideração que não estamos mais em um contexto de processos de produção lineares. Não é mais prático planejar com muita antecedência, porque é simplesmente impossível adivinhar com assertividade o que vai acontecer.

À medida que o trabalho acontece de maneira mais dinâmica e com maior flexibilidade, as ExO’s podem evitar falhas que eram facilmente detratores do modelo antigo.

#3 – O ativo mais importante para uma ExO é a informação

A rica variedade de dados que as empresas geram contêm informações e insights valiosos. Por isso, é crucial se tornar um empreendedor data-driven, colocando sempre essa análise e experimentação na sua lista de prioridades.

Além disso, qualquer organização que pretenda se tornar um ExO precisa ter um propósito transformador massivo (ou MTP).

O MTP descreve o propósito maior de uma organização, mostrando o que ela representa e oferece uma vantagem competitiva. Por exemplo, o MTP do Google é organizar todas as informações do mundo.

O primeiro passo para desenvolver um MTP é buscar um plano claro de responsabilidade social corporativa. Isso porque ser socialmente responsável é uma estratégia necessária para o mundo em que vivemos.

“Em um mundo ExO, o propósito supera a estratégia e a execução substitui o planejamento”.

Organizações Exponenciais

#4 – Você precisa se tornar um líder exponencial

Cada empresa ExO é diferente em seu funcionamento, mas todas compartilham uma essência de características externas e internas imprescindíveis para a sua gestão.

Quanto às características externas, a sigla SCALE faz menção às seguintes propriedades apresentadas por tais companhias:

  • (S) staff on demand – equipe sob demanda (a sua força de trabalho tende a ser pequena e permanente, bem como diversificada, criativa e flexível);
  • (C) community and crowd – comunidade e multidão (manter uma comunidade e uma multidão reduz os custos e os riscos de se fazer negócios. Sua comunidade é a equipe que está no centro, já a sua multidão são todos aqueles fora desse núcleo, utilizados para validação de seus projetos, crowdsourcing ou mesmo crowdfunding);
  • (A) algorithms – algoritmos (criar um conjunto de operações automatizadas);
  • (L) leveraged assets – ativos alavancados (embora algumas empresas ainda precisem possuir alguns ativos físicos, como a Amazon possui seus depósitos, se a sua empresa é baseada em dados, isso já não é mais tão necessário – basta apenas ser capaz de acessá-los quando for preciso) e
  • (E) engagement – engajamento (ciclos de feedback injetam novas ideias na sua empresa, abrindo caminho para a inovação).

“Quando você se move do ponto A para o ponto B, você pode ver o ponto C. Mas você não pode ver o ponto C do ponto A. Iteração/experimentação é o único caminho”.

Organizações Exponenciais

Por outro lado, quanto às suas características internas, a sigla IDEAS sintetiza como essas qualidades acontecem de dentro para fora:

  • (I) interfaces (conectam os itens do SCALE com o funcionamento interno da sua empresa. À título exemplificativo, podemos citar a App Store da Apple que permite enviar suas novidades e novos serviços para o mundo);
  • (D) dashboards (permitem que a organização acesse dados importantes de maneira organizada e em tempo real);
  • (E) experiments – experimentos (enquanto as empresas tradicionais buscavam reduzir os riscos, as ExO’s entenderam que para ter sucesso, você precisa realizar testes o tempo inteiro);
  • (A) autonomy – autonomia (seus colaboradores devem ter autonomia, serem multidisciplinares e descentralizados para atender às crescentes expectativas dos clientes) e
  • (S) social Technologies – tecnologias sociais (manter os canais de comunicação abertos, com transparência, para estar sempre alinhada com o seu propósito transformador massivo – MTP).

Isto posto, fica claro que qualquer líder que queira transformar uma organização em um ExO terá que mudar a si mesmo, pois sentirá todas essas mudanças mais cedo e mais profundamente, sendo as suas ações determinantes para saber se a companhia será capaz de sobreviver e prosperar nesse novo cenário.

Executivos exponenciais também devem estar constantemente alerta para novas pressões competitivas ou startups disruptivas e são particularmente responsáveis ​​por detectar metatendências em suas indústrias.

Mais importante do que estar por atualizado, é saber determinar quais informações são úteis e quais precisam ser descartadas para alcançar a sua máxima performance.

#5 – Não apenas construa uma plataforma, seja uma plataforma

Após perguntar a si mesmo o que é que você está destinado a fazer e definir o seu MTP, fica mais fácil delinear o caminho a seguir.

Construa uma equipe e uma comunidade, mas se lembre que o mais importante é ter uma ideia inovadora – não limite seus pensamentos.

Em seguida, defina a cultura organizacional que será a “cola” que mantém todas as peças unidas quando o líder não está por perto.

“Não pergunte apenas o que o mundo precisa. Pergunte o que te traz vida e vá fazê-lo. O que o mundo precisa é de pessoas que se sintam vivas”.

Organizações Exponenciais

E, por fim, não apenas desenvolva uma boa plataforma, mas seja uma plataforma. Pense nisso como um ecossistema que combina cultura, serviços, dados e tecnologia sobre a qual a sua solução pode ser entregue de forma rápida e eficiente.

Segundo estudo realizado pela Deloitte, plataformas são alavancas de crescimentos para impulsionar simultaneamente o crescimento e a eficiência operacional de um negócio.

#6 – O maior risco é não correr nenhum risco

O empreendedorismo bem-sucedido envolve assumir riscos constantemente. Empresas maiores e tradicionais geralmente confiam demais em seus próprios processos internos para inovação e falham justamente neste ponto.

As ExO’s não traçam planos muito longos, pelo contrário, elas estão sempre esperando o inesperado e se adaptando a ele com uma mentalidade inventiva e aberta.

Como a maioria das pessoas tende a evitar riscos, aqueles que são corajosos o suficiente para assumi-los já estão na dianteira desse processo e, provavelmente, serão os pioneiros de seus mercados.

“A Organização Exponencial se orgulha da rapidez com que pode trazer produtos e serviços ao mercado em comparação com as empresas do passado”.

Organizações Exponenciais

Tomar decisões sob vários níveis de incerteza é crucial para se explorar potenciais oportunidades, desafios e preferências capazes de mudar o jogo na sua companhia.

Considerações finais: transformar um negócio tradicional em ExO é desafiador, mas pode ser feito

Mais importante do que assumir riscos, é entender quais os riscos certos que devem ser tomados de acordo com a realidade do seu negócio. Afinal, por mais desafiador que seja se tornar uma ExO, é possível implementar esse mindset em praticamente qualquer instituição.

No entanto, há uma diferença entre arriscar quando as probabilidades estão contra você versus arriscar com as melhores probabilidades a seu favor, especialmente, em um cenário de grandes incertezas como o que vivemos hoje.

Por isso, se você quer desenvolver uma mentalidade de crescimento adaptativa e aprender a tomar as melhores decisões em tempos turbulentos, como fazem as organizações exponenciais, conheça agora o material gratuito que o G4 preparou para auxiliá-lo nesse processo e baixe o ebook: “Tempos incertos: hora de desaprender o que não serve mais e desenvolver novas estratégias”.

Glossário do Empreendedor

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W Y X Z
Banner G4 for Business 01
Banner G4