Artigos, Liderança

15 lições de liderança por Tallis Gomes


15 lições de liderança por Tallis Gomes

Existem várias lições de liderança que nos mostram que desenvolver essa habilidade é um um aspecto decisivo para obter um negócio de sucesso. Seu papel como líder, te impele a guiar a equipe e consequentemente influenciar a performance dos colaboradores.

Embora um dos fatores determinantes para o sucesso de qualquer empresa passe pela liderança, um report apontou que apenas 1 entre 3 CEOs dizem que a qualidade da liderança em suas empresas é “muito boa” ou “excelente”. É um dado preocupante. 

Durante minha jornada como empreendedor e assumindo papéis de liderança, tive cada vez mais certeza que enquanto líder, os dias ruins eram mais comuns que os bons, e essa responsabilidade de conduzir o time pela direção certa é desafiadora.

Fiquei 5 anos à frente da Easy Taxi, empresa que fundei, e durante meu comando fomos líderes globais da categoria. Meu time e eu criamos um processo de crescimento agressivo, onde conseguimos abrir um país a cada duas semanas, além de ultrapassar o valor de R$ 1 bilhão de reais.

Além do G4 Educação, em 2015 fundei o Singu, maior app de delivery de beleza do país, com mais de 500 mil pedidos realizados, e que mantém picos de crescimento expressivos. O aplicativo possui um modelo de negócio parecido com o da Easy Taxi, conectando prestadores de serviço de beleza a clientes. 

15 lições de liderança por Tallis Gomes
(Na imagem: Tallis Gomes, fundador da Easy Taxi, Singu e G4 Educação)
(Créditos: Taba Benedicto/Estadão)

Umas das maiores lições que aprendi com a experiência adquirida ao longo da minha trajetória, foi que desempenhar um bom papel de liderança não é possuir todas as respostas, como a maioria das pessoas pode pensar, mas sim, fazer as perguntas certas.

Não importa o tipo de liderança que você exerça, um bom líder ajuda os liderados a quebrarem barreiras, construindo um ambiente favorável para o desenvolvimento de soluções viáveis e colaborativas.

Conforme o negócio e juntamente você amadurecem, é possível entender de maneira mais objetiva e efetiva onde você deve atuar, e as boas perguntas passam a fazer parte não somente da direção estratégica do negócio, mas também, em relação a sua própria atuação:

  • O que estou fazendo agora é o que eu deveria estar fazendo? 
  • Eu sou a melhor pessoa para fazer essa tarefa ou posso contar com outra?
  • Se não, eu tenho caixa para trazer alguém?

Em suma, um bom líder é aquele que mantém o foco em diminuir o churn e reter talentos. Para liderar, é preciso se adaptar a diferentes situações e como eu costumo dizer, “montar o avião no ar.” 

Lições de liderança que aprendi na prática:

Já te dei contexto suficiente para ilustrar que o sucesso da sua empresa está diretamente relacionado a sua capacidade de liderança, e isso engloba diversos pontos de atenção, hábitos e habilidades a serem desenvolvidas ou até, repensadas.

Possuir track record  é fundamental para ter bons conselhos, e neste artigo, listei 15 pontos que todo bom líder deveria se atentar, baseado em algumas aulas de liderança fundamentais que aprendi liderando equipes na Easy Taxi, Singu e G4 Educação.

Algumas dessas práticas são relacionadas com o navy seals, o grupo de elite da marinha americana. Suas técnicas coordenando operações se aplicam muito bem aos negócios, e são uma verdadeira aula de liderança. Ao longo deste artigo, também compartilharei uma série de livros imprescindíveis para qualquer empreendedor que deseja se aprofundar nesse tema tão relevante para o sucesso.

#1- Seja autêntico

Assim como inspiramos outras pessoas, é normal que sejamos inspirados. Neste ponto, é muito importante que exista equilíbrio, ou seja, mesmo que você seja inspirado por outras lideranças, é importante que se mantenha autêntico. 

Em suma, inspire-se em outros líderes, mas não tente imitá-los. Se fingir ser alguém que não é, há grandes chances de perder a credibilidade com a àrea liderada e abalar a confiança. Lembre-se: seu time irá te seguir por quem você é, e não por quem você tenta ser. 

#2 – Quem não comunica não lidera

Um líder que se comunica com clareza, é um líder que tende a ser bem sucedido, afinal, os colaboradores não podem saber o que se passa na sua cabeça. Mesmo que algumas pessoas acreditem que essa habilidade possa ficar em segundo plano, conseguir traduzir seus pensamentos de maneira clara e objetiva é mandatório.

Uma frase bem direcionada pode evitar uma série de problemas e reações negativas, assim como pode ter o efeito contrário, se não houver clareza. Uma mensagem assertiva, isto é, bem comunicada tem força, e possui um poder transformador. 

#3 – Tenha uma boa capacidade de inspirar pessoas

“Se você quer construir um navio, não chame as pessoas para juntar madeira ou atribua-lhes tarefas e trabalho, mas sim ensine-os a desejar a infinita imensidão do oceano.”

O pequeno príncipe 

Liderar também significa inspirar. Seu time precisa comprar o sonho tanto quanto você, e para isso eu sugiro que ao atribuir qualquer função, explique a importância dessa tarefa e o conhecimento a ser adquirido, além do output para a empresa. Nesse sentido, começar pelo por quê, é essencial.

Ao gamificar o aprendizado dos colaboradores, a equipe fica ciente da missão a ser cumprida e os próximos passos para alcançá-la. Dessa maneira, o time mantém-se alinhando com a cultura organizacional e provavelmente, te ajudarão a atingir os objetivos com mais empenho e determinação.

Saiba mais: Golden Circle, o que é e como aplicar

#4 – Conheça bem as pessoas e tenha um bom julgamento sobre elas

Estar com as melhores pessoas é uma das formas mais consistentes de trilhar um caminho para o sucesso. Conforme sua empresa cresce, é fundamental ter em mente quem está acompanhando esse desenvolvimento e tem uma boa capacidade para ser promovido.

É preciso instalar um sistema meritocrático: quem realmente merece ser promovido? Priorize o desenvolvimento, o trabalho duro, os resultados. Se você possui bons funcionários, eles vão entregar uma alta performance. Se lidam bem com a pressão, conseguirão se destacar e sempre prezar pela mais alta qualidade.

#5 – Seja resiliente

Um dos maiores desafios de qualquer líder é conseguir fazer nos dias ruins exatamente o que faria nos dias bons, ou seja, é manter a disciplina independente da situação. Como eu costumo dizer, empreender e tomar soco na cara 90% do tempo.

Em última instância, isso significa que haverá mais dias ruins do que bons, e sua responsabilidade é manter o time engajado, motivado, e entregando acima das expectativas. 

Exercite a disciplina, a única maneira de conseguir manter-se consistente pelas fases boas e também ruins. Além disso, é a ponte que relaciona aquilo que você quer realizar com aquilo que você consegue, independente do momento.

#6 – Tenha humildade

O empreendedorismo é um caminho brutal. No decorrer da minha experiência, pude constatar que libertar-se do ego é fundamental, ajudando a manter a capacidade de execução e a humildade. 

De acordo com Ray Dalio, em seu livro “Princípios“, ter humildade é tão importante quanto ter todos os outros pontos fortes. É imprescindível não deixar o sucesso subir à cabeça, caso contrário, isso afetará suas habilidades de liderança e execução. 

É preciso conquistar respeito todos os dias, principalmente do seu time, e para conquistá-lo é fundamental fazer o que você prega.

#7 – Tenha empatia e capacidade de se relacionar

No livro The Hard Things About Hard Thing ou em tradução livre, “o lado difícil das situações difíceis” de Ben Horowitz, aponta que é preciso cuidar das pessoas, dos produtos e dos lucros, nessa ordem. Liderar tende a ser um processo intenso e rodeado de desafios. Por isso, é muito comum internalizar o estresse e se resguardar, evitando diálogos com os funcionários.

15 lições de liderança por Tallis Gomes
(Na imagem: O lado difícil das situações difíceis, escrito por Ben Horowitz)

Contudo, um bom líder inspira um sentimento de lealdade e comprometimento em sua equipe, e isso só é possível quando conseguimos nos mostrar vulneráveis e abertos ao diálogo.

Uma vez que exista alguma insegurança e compartilhá-la não afetará o negócio, conseguimos mostrar um lado humano, que nos permite conectar com a equipe de uma maneira mais igualitária. Desse modo, é possível promover engajamento não só pela causa ou pela empresa, mas também ao líder como pessoa, fortalecendo um laço mais estreito.

#8 – Tenha capacidade de execução

Todo mundo já passou por uma empresa em que existe uma eterna sensação de que nada sai do lugar. Tarefas e projetos são iniciados e nunca finalizados, o que não só acaba frustrando e desmotivando a todos, como também impacta profundamente nos resultados alcançados.

Uma das maiores características entre grandes líderes é a capacidade de execução, isto é,  a capacidade de começar e terminar um ciclo. A iniciativa é importante mas a execução é ainda mais fundamental para atingir uma boa performance.

#9 – Seja meticuloso ao fazer um planejamento

Fazer um planejamento estratégico pode ser um desafio, e é no momento de executá-lo que contratar gente boa parece ser ainda mais importante. Isso porque ao elaborar um plano de ação, o ideal é que seja colaborativo: relatórios, informações e boas idéias são trazidas de todas as áreas. 

O livro Good to Great do Jim Collins, traz um exemplo muito ilustrativo para este momento. Ele afirma que primeiro devemos encontrar as pessoas que queremos colocar no ônibus, depois colocá-las no ônibus, e só então, decidir o destino. 

15 lições de liderança por Tallis Gomes
(Na imagem: good to great, de Jim Collins)
(Créditos: rickkettner.com)

Em outras palavras o que Jim está nos ensinando, é que para realizar uma boa liderança é preciso achar as peças certas, alocá-las no lugar certo e decidir o destino em conjunto.

Ter opiniões diversas é essencial para a tomada de decisão, e o ideal é que esse processo não seja solitário. Empresas como Google, por exemplo, focam em priorizar a pluralidade cultural em seus processos seletivos, constatando que um ambiente diverso é de suma importância para a formulação de boas ideias.

#10 – Tenha expectativas claras

De acordo com a maturidade do negócio, definir os KPIs apropriados para medir os resultados é essencial. A partir dessa definição, é preciso alinhá-la com todo o time, a fim de que todos estejam na mesma sintonia e saibam o que é esperado de sua performance.

Além de otimizar o tempo é uma forma de motivar a equipe, que sabe no que deve focar a médio e longo prazo. É preciso que a liderança deixe as prioridades claras, potencializando o desempenho. Além disso, faça one on one constantemente, e alinhe as expectativas.

#11 – Trabalho em equipe deve ser prioridade

Além de cada funcionário saber o seu papel e como agir em diferentes cenários, a equipe deve ser capaz de atuar como se fosse um. Apesar da importância de uma boa liderança, alcançar bons resultados só é possível com uma equipe engajada e envolvida com o propósito. 

O livro Straight From the Gut do Jack Welsh, é um ótimo livro para entender mais sobre o tema. Durante a sua atuação como gestor da GE, o valor da companhia cresceu 4.000%.

#12 – Seja ético acima de tudo

Ser ético é uma das qualidades mais perceptíveis em líderes considerados excelentes, além de ajudar na tomada de decisão e no envolvimento do time.

Ainda segundo Ray Dalio, desenvolver um framework de tomada de decisões baseado em seus valores e princípios é de suma importância. Além de ser mais fácil decidir assertivamente, é possível criar uma espécie de bússola, que te mantém na direção certa. 

#13 – Fique calmo, mas seja ágil

Como empreendedor você naturalmente é um tomador de riscos. Contudo, mesmo em meio aos riscos é preciso se sentir confortável com a situação, e manter-se calmo principalmente na tomada de decisões.

Em um cenário de startups essa sensação se intensifica, já que é normal que tenhamos ainda menos certezas. Desse modo, a menos que as informações sejam escassas, é preciso se manter centrado, procurando pelo menos o mínimo de informações para se manter embasado.

Por isso, seja agil, calcule o risco e sempre colete informações para decidir.

#14 – Tempos difíceis, ensinam adaptação

No empreendedorismo, momentos considerados difíceis ou desafiadores é normal. Bons líderes se adaptam e não se desesperam, performando até melhor em momentos de pressão. 

Na maioria das vezes a sua organização estará sujeita a diversas pressões externas, afinal, não operamos  em um mundo à parte. Isso significa que estamos sujeitos a contextos econômicos de incerteza, mudanças culturais, comportamentais e mais. 

Em outro artigo, já falei como o esporte pode ajudar o empreendedor a ter uma mentalidade obcecada em conquistar bons resultados e a ter uma determinação intensa.

Não se desespere, foque naquilo que você tem e trabalhe. O que está fora do seu controle, não pode ser alcançado. Uma das principais lições que aprendi, é que enquanto líder, deve acordar todos os dias pensando no que precisa fazer para não se tornar a próxima Kodak ou Blockbuster.

15 lições de liderança por Tallis Gomes
(Na imagem: Tallis Gomes, fundador da Easy Taxi, Singu e G4 Educação)
(Divulgação G4 Educação)

“Um dos principais papéis do CEO é pensar em maneiras de destruir seu próprio negócio.”

#15 – Esteja sempre entrevistando

O último ponto e tão importante quanto os demais, e não deve ser deixado em segundo plano: estabelecer o hábito de conseguir bons talentos e para isso, é fundamental estar sempre entrevistando.

Marque cafés, almoços, calls, bate-papos informais, etc. e disponibilize algum tempo para conhecer profissionais do mercado e entender o que está acontecendo naquele momento. Essa iniciativa tem uma vantagem que vai além de contratar gente boa: conseguimos estar por dentro do que está acontecendo no setor.

Mesmo que a vaga para aquela pessoa não exista, vá conhecê-la. Ao começar esse relacionamento e investir um tempo de qualidade nos processos de recrutamento e seleção, quando a oportunidade surgir, você estará preparado para contratar.

Para se ter ideia da importância de investir tempo no recrutamento e seleção, os responsáveis por essa demanda na Easy Taxi, por exemplo, gastavam em média ¼ do tempo entrevistando candidatos. Em um determinado período, Mark Zuckerberg chegou a investir cerca de 40% do seu tempo semanal para garantir que as pessoas certas entrassem para o Facebook.

Conclusão:

Mesmo que seja difícil assimilar em um primeiro momento, um dos papéis primordiais de um bom líder é tornar-se dispensável. A equipe precisará de você, mas é necessário que consigam tomar as próprias decisões, a partir de um bom direcionamento. Se os funcionários tornam-se dependentes da liderança para realizar o que precisa ser feito, o líder fracassou.

“Ser dispensável quer dizer que você tem as pessoas certas, os processos bem definidos, uma cultura muito bem definida.”

Eu sempre digo que feito é melhor que perfeito, e é normal que aprendamos muitas coisas ao longo do caminho. Não acredito em fórmulas mágicas, ou seja, não existe uma ação e sim um conjunto de pequenas ações que farão de você um líder excepcional. Comprometa-se consigo mesmo e não se dê desculpas. 

Aonde você está alocando seu tempo? Esse é um dos seus ativos mais preciosos, administre-o de maneira competente, investindo no que atraia mais ROI e na retenção de talentos. 

Seja disciplinado. Como eu disse, o esporte é uma excelente ferramenta para desenvolver disciplina, prezando pelo alto desempenho e em melhorar continuamente, além de exercitar um olhar estratégico. Nesse sentido, a resiliência é muito importante, por isso, teste e inove, aprendendo com os erros.

Uma sensação continua na vida de qualquer empreendedor que toma riscos é quebrar, esse sem dúvida, é o downside. Contudo, o upside é que de fato, podemos construir algo gigante que transforme o mundo para melhor, e é isso que faz o olho de qualquer grande líder brilhar.

Se você quer saber mais e aplicar todo o poder da liderança participe da Imersão em Liderança, do G4 Educação em que Fábio Gurgel e Maurílio Nunes, dois grandes líderes, ensinam as melhores práticas de liderança.

O General Fábio Gurgel campeão brasileiro, europeu e 4 vezes campeão mundial de Jiu-Jitsu, está no Hall da fama da IBJJF e é um dos nomes mais respeitados da arte no país. Fundador da maior e mais vitoriosa  equipe de todos os tempos no esporte, a Alliance Jiu-Jitsu, com mais de 300 filiais espalhadas por 29 países. 

Já Maurilio Nunes atua como líder de equipes especiais e estrategistas em eventos de elevada importância Nacional e impacto mundial, como os processos de Pacificação no Estado do Rio de Janeiro e Copa do Mundo, e vai entregar as ferramentas e métodos de liderança que funcionam até mesmo sobre pressões inacreditáveis.

New call-to-action

Glossário do Empreendedor

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W Y X Z
Banner G4 for Business 01
Banner G4