Vendas

Efeito Halo: significado, exemplos e aplicações

Efeito halo, o que é, significado e exemplos

O Efeito Halo é sobre o julgamento precipitado do cérebro humano em pessoas, produtos ou serviços, dentro de estereótipos universais.

O termo Efeito Halo foi pela primeira vez cunhado pelo psicólogo Edward Thorndike, cujas premissas giram em torno da afirmação de que o cérebro humano é capaz de julgar, analisar, concluir e definir uma pessoa a partir apenas de uma característica.

Tal característica acaba por determinar um estereótipo universal para essa pessoa, com base em um único elemento, como aparência, forma de se vestir, falar ou postura. Elementos do subconsciente.

Recentemente, uma pesquisa veiculada no Journal of Applied Psychology comprovou que uma aparência física atraente não só beneficia a autoconfiança de uma pessoa, como também o salário que ela recebe e seu bem-estar. 

O estudo mostrou que, em média, garçons mais atraentes ganhavam aproximadamente US$ 1.200 a mais por ano em gorjetas do que garçons menos atraentes.

O Efeito Halo, no ambiente de negócios, também é uma teoria que pode ser aplicada para produtos, serviços e gestão estratégica de pessoas. Quando alguém conhece uma empresa através de uma celebridade, ela passa a ter uma opinião muito positiva da marca, mesmo não a conhecendo. Faça o caminho inverso para uma má experiência.

O Efeito Halo é uma teoria essencialmente humana, mas que quando você olha nas minúcias, está entranhada em diversos pontos de um negócio. À medida que você consegue extrair pontos positivos para desenvolver um produto atraente, você consegue também minar a capacidade de atingir a excelência com uma equipe.

Dois pesos, duas medidas. Uma teoria que pega padrões universais para definir ações reais de identificação. Por um lado, a capacidade de desenvolver gatilhos mentais e atrair mais audiência. Por outro, cair na cilada de não olhar analiticamente e construir um ambiente diverso, com horizontalidade e pluralidade de fala. 

O Efeito Halo faz o paralelo entre a beleza e a habilidade – e realmente, se formos inserir essa ideia dentro de um contexto de vendas, faz muito sentido. Veja todo o cuidado com o design da Apple em cima do seu valor agregado, por exemplo.

Mas essa é uma discussão que impreterivelmente passa por não banalizar todas as nuances que veremos pelo conteúdo daqui para frente. O Efeito Halo tem dois lados da moeda, que precisam ser esclarecidos antes de aplicar a teoria no seu negócio.

Mas afinal, o que é Efeito Halo? 

Quem criou o Efeito Halo foi o psicólogo norte-americano Edward Thorndike, principalmente para “catalogar” o potencial que o cérebro humano tem de julgar, analisar, concluir e definir uma pessoa a partir apenas de uma característica.

“Se vemos uma pessoa em primeiro lugar em uma boa luz, é difícil subsequentemente escurecer essa luz”.

Edward Thorndike (Crédito: Wikipedia via Wikimedia Commons)

É sobre o primeiro contato visual. Você vislumbra a pessoa a partir de um elemento, como a forma de se vestir, a aparência e sua postura, determina um estereótipo e a partir daí expande sua avaliação para aspectos específicos.

A teoria foi formulada durante a Primeira Guerra Mundial, quando Thorndike decidiu analisar os critérios utilizados pelos comandantes do exército na avaliação de seus subordinados.

A partir de seus resultados, o psicólogo notou correlação direta entre os que eram compreendidos como os mais bonitos e os que também eram compreendidos como mais habilidosos.

O significado de Efeito Halo, em linhas gerais, passa por essas características:

  1. O ato de tirar conclusões precipitadas sobre a capacidade alheia; 
  2. Analisar apenas uma característica e julgar toda uma aptidão;
  3. Usar a mente para associar um indivíduo a um estereótipo universal.

É o efeito da “primeira impressão que fica”. Se você conheceu uma pessoa e a considerou simpática, logo, você terá uma visão positiva – mesmo que ela esteja interpretando um personagem. 

Se você gosta de uma celebridade, você imagina ela dentro de um estereótipo infalível, à mesma medida que se torna cada vez mais comum ver declarações públicas de atletas de alto rendimento falando sobre saúde mental.

“Sempre que você entra em uma situação de alto estresse, você meio que enlouquece. Tenho que me concentrar na minha saúde mental e não colocar em risco minha saúde e bem-estar. Temos que proteger nosso corpo e nossa mente. É a batalha mais difícil quando você está lutando com sua própria cabeça”. 

Simone Biles, para reportagem da rede americana CNN. (Crédito: Wikimedia Commons) 

Da mesma forma, quanto mais bonita for uma experiência, mais funcional ela parecerá. Isso vale para todo tipo de ambiente, seja digital ou físico, desde um site bonito à iluminação e temperatura de uma loja, por exemplo. Efeito Halo em uma aplicação tangível de design de produto. 

É importante frisar que o julgamento precipitado pode prejudicar relações e processos, por não concedermos às pessoas a oportunidade de mostrarem quem realmente são. Temos que ter sempre a consciência de possuirmos erros perceptivos.

Veja o quão suscetível à tendência são os processos seletivos, diante de uma ideia estereotipada sobre a empresa e quais tipos de candidato ela precisa. Você pode ter o candidato A com características mais apelativas do que o candidato B, que possui outro perfil.

Calha que é o candidato B o ideal para a vaga, mas pelo julgamento, análise e conclusão sobre essas pessoas apenas por algum conjunto de características, colocam o candidato A no lugar dele. Efeito Halo em uma aplicação tangível de como pode ser prejudicial para sua montagem de equipe.

Pessoas mais atraentes são tidas como mais inteligentes, engraçadas e fáceis de se relacionar do que pessoas menos atraentes. (Crédito: Verywell)

Não deixe de conferir: DNVB: entenda o que são as marcas verticais digitalmente nativas

Exemplos de uso do Efeito Halo

Como diz o post do Instagram: você sabia que uma pessoa mais atraente recebe uma pena de prisão mais leve que uma pessoa pouco atraente, mesmo quando julgadas pelo mesmo crime? E ainda cita dois outros exemplos, extremamente opostos: 

  • McDonalds e a campanha Méquizice, que reuniu nomes que estão em alta no cenário da música brasileira, como Luisa Sonza, Ludmilla e Simone & Simaria; 
  • A Nike e o tênis Air Jordan, feito em parceria com Michael Jordan quando ele ainda não era o astro do basquete. Hoje, a marca Air Jordan vale cerca de US$ 10 bilhões.

Como foi dito, quando alguém conhece uma empresa através de uma celebridade que se identifica, ela já avança algumas boas casas na construção de relacionamento com a marca.

Profissionais dessa área e de vendas aproveitam o Efeito Halo para vender mais. Quando um influenciador se torna um embaixador da marca e endossa seus produtos ou serviços, parte de sua base pode se converter em potenciais clientes, por pura identificação.

No outro lado da moeda, o Efeito Halo pode exercer influências negativas em um ambiente de negócios. Se as pessoas conhecerem sua marca por ter um péssimo atendimento, por exemplo, elas irão julgar que sua empresa é ruim como um todo.

O impacto do Efeito Halo pode também ser interno. Falamos sobre processo de seleção, mas é muito comum na hora do colaborador ser avaliado. 

O desenvolvimento superficial com base em um julgamento que contamina a avaliação e o resultado não só reduz as oportunidades em uma empresa, como diminui drasticamente o engajamento entre equipes. O ambiente de trabalho, aos poucos, perde em produtividade.

Tudo gira em torno de processos – e eles precisam ser analisados minuciosamente. Se vistos de uma camada superficial, qualquer gestor perde a oportunidade de encontrar as potências de sua equipe, deixando o termômetro sempre no morno.

É um efeito cascata. Equipe que não desempenha, a empresa perde. Logo, quem não geriu é responsabilidade de quem toma as decisões administrativas. O Efeito Halo pode já se manifestar aí, com pessoas incapacitadas em cargos de grandes responsabilidades, que galgaram carreiras por características cabíveis aos estereótipos universais.

Por exemplo, o entusiasmo ou a atitude positiva de uma pessoa pode ofuscar sua falta de conhecimento ou habilidade, fazendo com que quem o cerca o avalie mais do que seu desempenho real justifica.

Aí a consequência acontece. Em muitos casos a empresa pode subestimar alguns talentos que se encaixam perfeitamente em determinadas funções.

Na prática, isso significa onerosidade, sempre leva mais tempo e recursos para realizar qualquer tarefa. A empresa perde por não ampliar a diversidade e potencializar valências.

Como usar o Efeito Halo a favor do seu negócio? 

O Efeito Halo exerce grande relevância em e-commerces. Na verdade, deve ser um dos princípios fundamentais do web design. Uma vitrine bem montada é uma vitrine que gera desejo. 

A propensão para navegar por outras páginas de uma plataforma que te atraiam visualmente é grande. Se a experiência do cliente for a melhor possível, isso tende a resultar em maior proximidade com os consumidores, o que, por sua vez, estabelece uma relação afetiva capaz de gerar muito valor agregado em seu LTV

O Efeito Halo mostra o quão é importante você deixar a casa arrumada para quando te visitam – e no digital isso pode ocorrer a qualquer momento: Torne suas páginas claras, informativas e atraentes. 

Se elas possuírem CTAs, torne-os fáceis de acionar. Quaisquer botões ou formulários devem ser acessíveis de identificar e preencher e todos os seus links devem ser precisos e rastreáveis.

Quando você investe na imagem de seus produtos, é vital tirar fotos de alta qualidade e que cataloguem de maneira única seus produtos. Mesmo que a descrição seja elegante e traga as informações necessárias, você não irá gerar desejo sem uma boa foto.

O Efeito Halo tem impacto direto no valor de uma marca. Segundo o estudo “Emotion Sells: How To Increase Sales And Grow Your Brand Sustainably With Experience Rewards”, 73% dos consumidores estão dispostos a pagar mais por um produto caso tenham identificação com a marca.

Se os consumidores sentirem uma resposta emocional positiva de algo que uma marca diz ou faz, o Efeito Halo sugere que essa será uma ideia geral sobre quem a marca é. O mesmo estudo diz que 76% dos clientes emocionalmente conectados a uma marca não a trocam por uma concorrente. 

Recorra a atributos-chave como identidade, satisfação e nostalgia, oferecendo recompensas de experiência cuidadosamente projetadas, que atendam às necessidades de seu público.

Leia também: Conversational Commerce: o que é essa tendência do e-commerce?

Como não cair nas ciladas no Efeito Halo?

Contextualizando o Efeito Halo ao ambiente de negócios, uma das maiores ciladas é ter gestores que não saibam como avaliar pessoas e processos. Não é sobre o sucesso e o fracasso perante os resultados; são os erros, os acertos, as melhorias, as qualificações em mãos. 

Um gestor sempre terá que operar a nível estratégico e tático. É uma responsabilidade que exige um olhar analítico que fuja do superficial. O Efeito Halo é sobre essa camada superficial de impressões cognitivas, não sobre como as coisas realmente são.

Por isso que para não cair nessas ciladas é preciso primeiro ter gestores que saibam como lidar com pessoas e com processos. As pessoas são o combustível e os processos são o motor. 

Para isso, é preciso um olhar atento para gestão estratégica de pessoas na hora de avaliar resultados e no momento do processo seletivo. Você precisa criar um ambiente onde todos se sintam confortáveis para serem ouvidos, com feedbacks construtivos e respeitosos.

Quando existe esse fluxo de comunicação, o nível de engajamento e intimidade traz para os gestores percepções que vão muito além de quaisquer precipitadas ao avaliar algum colaborador, projeto ou produto.

Partimos da premissa de que o Efeito Halo acontece quando julgamentos a respeito da imagem de alguém impedem uma real percepção do seu potencial. Conhecer as pessoas de verdade parece ser o caminho ideal para alcançar melhores resultados. 

Desde o processo seletivo até a cultura organizacional nutrida, como isso é propagado no dia a dia. Só dessa forma você pode tirar alguma conclusão sobre o perfil de cada pessoa, o que não trará nenhuma certeza, mas ajudará a minimizar os erros e com certeza potencializar os acertos.

Se você sente que o seu momento é começar a gerar vendas previsíveis e escalar o seu negócio, não deixe de conhecer a Imersão em Vendas G4 Sales

Reunimos empreendedores e líderes de vendas referências do mercado, profissionais que construíram e geraram milhões de reais em vendas dentro de diferentes segmentos, e que nessa imersão compartilham conteúdos de quem vive e vence desafios diariamente, sempre de olho em todos os tipos de dados colhidos por KPIs de vendas.

New call-to-action

Glossário do Empreendedor

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W Y X Z