Artigos, Gente & Cultura

[10 dicas] Como recrutar pelo LinkedIn?


aplicativo linkedin

Como recrutar pelo LinkedIn e ter sucesso? Presente em mais de 200 países, o LinkedIn vem sendo utilizado por profissionais do mundo inteiro, e neste artigo, te ajudamos a entender como utilizá-lo estrategicamente em seu processo seletivo, otimizando tempo e esforço.

O bom funcionamento de um negócio depende de uma série de elementos que devem trabalhar em sintonia. Mesmo que ferramentas, tecnologias e sistematizações facilitem o dia a dia, é preciso que haja uma equipe de colaboradores preparados e engajados para que a companhia atinja todo o seu potencial.

Por isso, o processo de recrutamento e seleção é tão importante – garante que a empresa poupe tempo e recursos começando do “jeito certo”, contratando candidatos que tenham fit com o negócio e possam desempenhar um bom trabalho.

Mas como começar do jeito certo? O LinkedIn vem se tornando uma ferramenta promissora para encontrar bons talentos, tanto que de acordo com dados recentes, é o canal mais usado para recrutamento 77%, seguido pelo Facebook 63%.

Tendo em mente que o custo de uma contratação ruim pode chegar a US$15.000, desenvolver maneiras de agilizar o processo sem perder a qualidade pode ser a chave para seleções mais eficientes, afinal, processos de recrutamento otimizados podem reduzir o ciclo de contratação em 60%.

Recrutamento e seleção no LinkedIn: hunting como estratégia

A busca por novos talentos está cada vez mais acirrada e rapidamente, pode se tornar uma verdadeira missão. Portanto, a fim de torná-la mais eficaz, canais como o LinkedIn podem colocar sua empresa à frente da concorrência, principalmente se houver uma estratégia de hunting assertiva.

Em tradução livre, o termo “hunting” significa caçar e diz respeito à busca ativa por candidatos. Através da metodologia, o responsável pelo recrutamento estuda o mercado em que está e busca por profissionais que tenham o melhor fit com as vagas em aberto. 

O método é ativo, ou seja, o recrutador entra em contato com o possível candidato, e ao pesquisar previamente os elementos que compõem o “perfil ideal”, fala diretamente com pessoas mais adequadas ao cargo, utilizando melhor o tempo.

Os recrutadores chegam a gastar em média ⅓ de sua semana (cerca de 13 horas), procurando candidatos para uma única vaga.

Levando em consideração que mais de 90% das empresas da Fortune 500 usam ativamente o LinkedIn a fim de construir uma boa reputação de marca  e também para contratar profissionais, é possível ententer melhor o potencial dessa mídia social.

Embora o processo de hunting ajude na hora de priorizar talentos mais promissores para determinadas vagas – sendo aplicado em diferentes mídias sociais e plataformas de recrutamento -, é utilizada majoritariamente no LinkedIn.

Com o objetivo de ajudá-lo a obter ainda mais resultados, separamos algumas dicas para aprimorar sua busca – otimizando tempo e reduzindo custos, utilizando os fundamentos do hunting para um recrutamento mais assertivo e estratégico através do LinkedIn.

Como usar o LinkedIn para recrutamento e seleção? 

Feita para fomentar o networking, o LinkedIn é top of mind quando o assunto é carreira, sendo popular em diversos países, incluindo o Brasil. Em 2021, por exemplo, atingiu 51 milhões de usuários brasileiros, tornando-se a quarta maior comunidade da rede no mundo, crescendo em média 14% ao ano e ficando atrás somente dos Estados Unidos, Índia e China.

Embora existam funções pagas, começar com o modo gratuito não é começar com menos, e a seguir, reunimos as principais dicas para conquistar os melhores talentos através do LinkedIn gratuitamente:

  1. Participe de grupos relevantes no LinkedIn
  2. Busque por candidatos passivos
  3. Trabalhe na criação de uma marca empregadora forte
  4. Amplie sua rede de contatos
  5. Cheque referências
  6. Envie mensagens com moderação
  7. Facilite o envio de currículo
  8. Mantenha currículos e portfólios em um único lugar
  9. Pesquise por candidatos usando palavras-chave
  10. Considere o SEO

Como podemos ver, utilizar o LinkedIn vai além de publicar uma vaga com as informações necessárias. Através de boas práticas, é possível incrementar o recrutamento utilizando estratégias assertivas que detalhamos abaixo:

#1 – Participe de grupos relevantes no LinkedIn

O LinkedIn é repleto de grupos específicos – espaços nos quais profissionais do mesmo setor ou com as mesmas habilidades utilizam para compartilhar conteúdo, fazer networking e também postar ou encontrar vagas de emprego.

Eles são uma ótima oportunidade de qualificar candidatos ou entender qual perfil está procurando, facilitando e muito o processo de recrutamento. 

É importante ressaltar que alguns desses grupos impedem a publicação de vagas regularmente se o recrutador não interage no grupo, portanto, manter o uso ativo é uma forma de conseguir publicar vagas sempre que necessário, mantendo a rede de contatos sempre atualizada e próxima. 

#2 – Busque pelos chamados candidatos passivos

Os candidatos passivos são aqueles que não estão buscando por oportunidades ativamente. Geralmente já estão empregados, mas pensariam em deixar o cargo atual se a proposta fizesse sentido.

Esses candidatos, muitas vezes desconsiderados pelos recrutadores, fazem parte de 70% da força de trabalho global e para não perdê-los, busque por cargos e habilidades similares na mídia social e os inclua no processo. 

#3 – Trabalhe na criação de uma marca empregadora forte

De acordo com o Fórum Econômico Mundial, ¼ do valor de mercado de uma empresa pode ser referente a sua reputação. Portanto, possuir uma boa reputação de marca, além de impactar seu valor de mercado, pode aumentar ou diminuir o interesse de possíveis candidatos.

Por isso, uma sugestão é utilizar sua página no LinkedIn para aumentar a percepção de marca empregadora forte a fim de conquistar novos talentos – despertando um maior interesse em participar de processos seletivos e entrevistas. 

Investir na criação de conteúdos, compartilhar compromissos com diversidade e inclusão, programas e iniciativas de desenvolvimento, ambiente e detalhes do dia a dia pode ser uma maneira de aproximar sua marca de candidatos considerados ideais.

#4 – Amplie sua rede de contatos

Conversar com quem já está em sua rede ou buscar conexões de outros recrutadores e colaboradores  pode ser muito mais fácil e efetivo na hora de fazer novos contatos – esse “pool de talentos” próximos pode estar familiarizado com a empresa, práticas e cultura organizacional, facilitando o processo de recrutamento. 

Resumidamente, quanto mais conexões, melhor. Desse modo, recomendações e referências surgem mais facilmente, e se conectar com  profissionais utilizando networking de terceiros se mostra como uma ótima opção para buscar novos talentos.

#5 – Cheque referências 

Antes de adicionar qualquer possível candidato no processo de recrutamento, se atente as informações de sua página, principalmente se estão atualizadas e se elas podem dar informações indiretas sobre seu perfil, preferências e objetivos. 

Checar informações pode diminuir as chances de perder tempo com um perfil que não seria adequado para os desafios da vaga.

#6 – Envie mensagens com moderação

Muitos usuários se queixam do número excessivo de mensagens que recebem via LinkedIn. Embora entrar em contato seja imprescindível, uma maneira de se destacar na multidão é enviar uma mensagem de voz. 

Mesmo que sua mensagem entre em um inbox movimentado, a maneira de utilizar ferramentas e funções, além de deixá-lo à frente da concorrência pode despertar associações mais positivas com o futuro candidato – sendo menos inconveniente que uma mensagem e menos estressante que uma ligação. 

#7 – Facilite o envio de currículo

Diminuir o atrito é um dos fundamentos para um bom processo de recrutamento e seleção.

Por tanto, para aumentar seus resultados e não perder bons candidatos por conta de um processo com etapas e mais etapas, facilite o envio de suas informações garantindo que seja possível compartilhá-las diretamente via LinkedIn através da “candidatura simplificada”. 

#8 – Mantenha currículos e portfólios em um único lugar

É importante manter currículos, portfólios e qualquer outra informação dos candidatos em um único lugar.  Assim, é possível acompanhar a jornada de cada um ao longo do recrutamento em tempo real – aumentando a eficiência e o nível de organização durante o processo de hunting.

Fazer esse compilado pode até agilizar outros processos – uma fez que os perfis estão segmentados e devidamente sinalizados – com habilidades e setor de atuação, por exemplo -, caso surjam outras vagas a seleção não começa do zero.

#9 – Pesquise por candidatos usando palavras-chave

Uma maneira de qualificar ainda mais sua busca é mapear palavras-chave utilizadas em anúncios de emprego do setor em questão e cruzá-las com as qualificações e requisitos que você deseja, chegando a uma pesquisa mais refinada do que procura. 

Ao utilizar palavras-chave em seus filtros de pesquisa, é possível encontrar candidatos mais próximos do ideal. 

#10 – Considere o SEO

Ter um perfil ativo pode mantê-lo conectado com seu público, fomentando o engajamento e atraindo os talentos certos. Vídeos, notícias, pequenos artigos, entre outros, podem torná-lo uma voz forte entre sua comunidade – tanto entre recrutadores como em possíveis candidatos. 

No entanto, é importante considerar técnicas de SEO no LinkedIn para garantir que os conteúdos cheguem aos perfis certos – tornando-o relevante. Por isso, adicione palavras-chave a suas postagens, páginas e anúncios, assim, além de ser visto, será encontrado. 

O que evitar fazer ao recrutar pelo LinkedIn? 

É importante estabelecer boas práticas para qualquer processo e o hunting através do LinkedIn não é uma exceção. Para alcançar os melhores resultados, é essencial evitar algumas ações que podem atrapalhar o recrutamento, afastando bons talentos. 

Para começar, tenha cuidado com o número de mensagens diretas que envia. O LinkedIn possui um recurso premium que permite falar com quem não faz parte de suas conexões, o chamado “InMail” e muitos usuários reclamam do número de mensagens que recebem de desconhecidos. 

Nesse sentido, é importante se atentar às políticas de uso do inMail – o envio em massa, por exemplo, pode fazer com que seu perfil seja banido. 

Mesmo que sua conta seja gratuita, o número de mensagens enviadas deve ser razoável. Antes de entrar em contato tenha certeza que o profissional faz sentido para aquela vaga, começando o relacionamento do melhor jeito possível. Para isso, use seus conhecimentos acerca do candidato para enviar mensagens mais assertivas.

Outro fator fundamental é entender que o LinkedIn é sim uma ferramenta de recrutamento efetiva, contudo os canais são diversos, e elaborar uma estratégia ampla e bem distribuída deve ser o grande foco, utilizando o melhor de cada canal, incluindo a mídia social.

Resumidamente, não foque todos os seus esforços em uma única ferramenta.

Saber como recrutar pelo LinkedIn pode te aproximar dos melhores talentos: 

A busca por talentos pode demandar bastante tempo e esforço, por isso, encontrar novos canais pode ser a chave para alcançar melhores resultados – é o caso do LinkedIn.

Considerando que 210 milhões de pedidos de emprego são enviados mensalmente através dele, seu potencial é expressivo, e saber como navegar por esse feed – utilizando as técnicas certas -, pode não só ajudá-lo a encontrar os melhores talentos como também retê-los. 

De acordo com o próprio LinkedIn, funcionários contratados através da mídia social têm 40% menos chances de deixar o emprego nos seis primeiros meses. Ou seja, entender como recrutar pelo LinkedIn também ajuda a diminuir o turnover – reduzindo custos e fortalecendo a cultura organizacional.

Grandes talentos ficam disponíveis no mercado por 10 dias – uma janela de tempo que exige agilidade das empresas: alocando tempo e esforço nos lugares certos. Por isso,  utilizar o LinkedIn como catalisador de talentos pode ajudar seu negócio a se destacar no mercado, adquirindo conexões e estabelecendo relacionamentos. 

Lembre-se, o melhor investimento que uma empresa pode fazer é em pessoas, afinal, são elas que constroem grandes empresas.

Se você deseja levar sua equipe aos maiores resultados, conheça a Imersão G4 Gestão de Pessoas do G4 Educação. Você aprenderá com mentores como Bernardinho, Vabo e Ricardo Basaglia como desenvolver as principais habilidades que um líder e gestor precisa – com aplicação imediata e networking de alto nível.

Glossário do Empreendedor

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W Y X Z
Banner G4 for Business 01