Persona

O termo persona ganha cada vez mais visibilidade no desenvolvimento de estratégias de mercado consistentes, mas ainda gera dúvidas, especialmente quanto ao significado, exemplos e diferenças em relação ao público-alvo.

O mapeamento da persona do negócio é indispensável para elaborar práticas mais acertadas, de forma que buscar por “personas prontas” será infrutífero com o objetivo da proposta. Entenda mais a seguir.

O que significa Persona no Marketing?

No marketing digital, o termo persona refere-se à representação fictícia do cliente ideal.

Ao utilizar dados reais sobre os clientes, são mapeadas informações como os dados demográficos, aspectos comportamentais, objetivos, desafios, receios e motivações.

Ao criar uma persona para o negócio o objetivo é contar uma história que represente as características do cliente, ajudando no desenvolvimento de estratégias que impactem esse consumidor.

Qual a diferança entre persona e publico-alvo?

É comum que haja uma confusão entre mapear a persona e o público-alvo, mas é importante saber que se trata de abordagens distintas.

O público-alvo é um recorte mais genérico dos consumidores da marca, incluindo dados como gênero, renda, escolaridade, região geográfica, mas sem abordar aspectos detalhados como os que são necessários para construção da persona.

O principal objetivo de definir uma persona é segmentar a estratégia de marketing digital para que ela seja mais assertiva, melhorando os resultados comerciais da marca e o relacionamento com o cliente.

Como criar uma persona?

É necessário detalhar o perfil do cliente a partir das respostas obtidas. Com isso, você poderá unificar informações e desenvolver funcionalidades em seus documentos para todos em sua empresa que podem se beneficiar da pesquisa que você faz.

Algumas funções que usamos para definir papéis em resultados numéricos:
– Frustrações;
– Idade;
– Cargo;
– Hobbies;
– Crenças;
– Hábitos;
– Estilo de vida;
– Quais mídias preferem;
– Quem os influencia;
– Quais tecnologias usa;
– Hábitos de compra;
– Onde buscam informação;
– Critérios de decisão na hora da compra;
– Momento da jornada de compra em que se encontra.

Quais são os exemplos de persona?

Vamos a um exemplo prático de persona? Imagine uma empresa de acessórios esportivos que tem como público-alvo homens, jovens e de renda alta e média.

A persona poderia ser: Carlos, de 33 anos, solteiro, com renda de R$6.000 por mês que gosta de aventura e desafios e tem como hobby fazer trilhas, montanhismo e acampar com os amigos aos finais de semana. Não gosta de ambientes fechados e formais, mas trabalha em escritório, é altamente ligado à tecnologia e tem como objetivo de vida se conectar mais com a natureza.

A definição da persona, diferentemente do público-alvo, te dá novos e valiosos elementos para se conectar com seu potencial cliente.

Isso não significa que esse perfil é o único que compra na loja, mas é de onde vem a parte mais representativa dos lucros e para onde vale a pena direcionar as estratégias de marketing de relacionamento.

Nesse caso, por exemplo, as imagens usadas em campanhas devem valorizar ambientes ao ar livre, com amigos e situações de aventuras. Já a comunicação com o cliente deve incluir recursos tecnológicos, como de autoatendimento e canais digitais.

Como identificar a persona do negócio?

Um desafio para muitos gestores é como criar a persona, mas saiba que, apesar de ser fictícia, ela é totalmente baseada em aspectos reais do público. Algumas recomendações incluem:

  • conheça seu público-alvo, a persona é um recorte dentro desse espectro maior;
  • identifique qual o perfil de cliente mais vantajoso e valioso, no longo prazo, para companhia;
  • faça pesquisas com seu público, identificando elementos sutis como hobbies, objetivos e preocupações;
  • teste suas campanhas e estratégias verificando se elas se conectam com seus clientes prioritários;
  • atualize sua persona constantemente, trazendo novos elementos que a tornem mais apurada e condizente com a realidade.

Com a definição da persona será possível solidificar estratégias e alcançar resultados mais consistentes no longo prazo, desenvolvendo práticas que se conectem com essas pessoas de uma forma mais humana, significativa e valiosa.

Saiba mais: outros termos que você precisa conhecer.

Compartilhe esse conteúdo:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No G4 Educação nossa missão é ajudar gestores e líderes de negócios a inovarem e gerarem mais resultados.

Se você quer aprender com alguns dos melhores empreendedores do país, preencha o formulário e receba nossos conteúdos gratuitos.

Descubra como você pode se tornar um Gestor 4.0

Confira mais conteúdos do G4 no Instagram