Mindset

É muito provável que você já tenha se deparado com o termo mindset, seja em um contexto pessoal ou profissional, pois o conceito, como veremos adiante, se enquadra nas diferentes esferas da vida.

Antes de saber como desenvolver um determinado mindset – que é o interesse de muitas pessoas que pesquisam sobre o tema – vamos entender primeiro do que se trata e conhecer alguns exemplos reais.

O que significa mindset?

O termo mindset pode ser traduzido literalmente como “mentalidade” que, apesar de contribuir no entendimento, não esclarece tudo o que o conceito representa.

O mindset é um conjunto de crenças que moldam como você entende o mundo e a si mesmo. Ela influencia como você pensa, sente e se comporta em qualquer situação.

O Mindset é uma série de autopercepções ou crenças que as pessoas têm sobre si mesmas. Estes determinam o comportamento, a perspectiva e a atitude mental. Por exemplo, acreditar que você é ‘inteligente’ ou ‘não inteligente’.

Conceito de Mindset

O conceito, como é entendido no contexto do desenvolvimento pessoal, foi cunhado pela psicóloga Carol Dweck, da Universidade de Stanford e publicado no livro “Mindset: A Nova Psicologia do Sucesso”.

A autora argumenta que as crenças pessoais que são mantidas desde a infância alimentam a forma como o indivíduo age em diferentes circunstâncias. Segundo a proposta existem dois mindsets:

  • Mindset fixo: consiste em uma mentalidade mais rígida sobre si mesmo, com um entendimento de que suas qualidades e defeitos são imutáveis e que, portanto, não é possível transformar seu nível de inteligência, personalidade ou caráter. Essas pessoas também tendem a alimentar pensamentos mais depreciativos sobre si mesmo em situações de fracasso;
  • Mindset de crescimento: é uma mentalidade mais flexível, na qual o indivíduo acredita ser possível desenvolver habilidades e qualidades com base em esforço e experiência, de forma que não precisa apenas “aceitar e conviver” com características que são inatas a ele. Em situações de fracasso, tende a ver a situação com otimismo e voltar-se aos recursos a seu dispor, como dedicação e esforço.

Portanto, ter o mindset fixo ou de crescimento influencia tanto suas crenças pessoais sobre si mesmo como a forma como se posiciona em diferentes situações, especialmente aquelas que não saem como o esperado.

Quais são os exemplos de mindset?

Existem diferentes exemplos de mindset profissional e pessoal, pois a mentalidade é a mesma para todas as esferas da vida.

Diante de uma nota baixo: uma forma de avaliar qual o seu tipo de mindset é pensar o que você sente quando recebe uma avaliação ruim. Você fica sem vontade de tentar de novo? Sente-se injustiçado? Se acha insuficiente? Esses são pensamentos associados ao mindset fixo. Já se resolve se dedicar para melhorar sua nota e alcançar seus objetivos significa que tem uma mentalidade pela qual é possível mudar e melhorar, ou seja, de crescimento.

Quer um exemplo de mindset de crescimento? Imagine um jogador de basquete que errou mais de 9 mil lances, perdeu mais de 300 jogos e em 26 arremessos decisivos… errou. Esse é Michael Jordan, o maior jogador de todos os tempos.

Apesar disso, Jordan tinha uma mentalidade de crescimento, ou seja, ele sabia que era preciso errar primeiro, mas que o trabalho duro e experiência podiam fazê-lo melhorar e, apenas assim, tornar-se suficientemente bom, o que de fato aconteceu.

Como desenvolver o mindset de crescimento?

Um dos principais ensinamentos de Dweck é que é possível mudar seu mindset e desenvolver o mindset de crescimento. Algumas dicas da escritora incluem:

  • desenvolva sua percepção: aprenda a se observar e a identificar quais são as crenças limitantes que prejudicam seu desenvolvimento;
  • escolha seus desafios: você não vai ser bom em tudo, especialmente ao mesmo tempo, então escolha no que vai colocar seus esforços e quais são seus objetivos;
  • acolha os obstáculos: inspire-se em Jordan e saiba que errar faz parte de aprender e se tornar melhor em algo, portanto não deixe que obstáculos impeçam seu avanço;
  • aprenda: desenvolva o hábito de ver tudo com olhos de aprendiz, especialmente quando tiver a oportunidade de estar com pessoas que sabem mais do que você e busque conhecimento em suas experiências diárias;
  • tenha paciência: desenvolver-se, seja no âmbito pessoal ou profissional, leva tempo, portanto, seja paciente com as suas conquistas e processo. 

Com essas dicas você começa seu percurso em direção ao mindset de crescimento. Além delas, também recomendamos os livros:

  • “Mindset: A Nova Psicologia do Sucesso” que além de explicações teóricas, traz dicas de como desenvolver seu mindset;
  • “Mindshift: Mude seu padrão mental e descubra do que você é capaz” da engenheira Barbara Oakley, também focado em dicas para transformar a mentalidade.

Ter um mindset fixo só é um limitante se você não estiver disposto a mudar suas próprias crenças em relação a você mesmo, iniciando uma jornada em direção ao autoconhecimento, mas também ao desenvolvimento pessoal e profissional.

Saiba mais: outros termos que você precisa conhecer.

Compartilhe esse conteúdo:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No G4 Educação nossa missão é ajudar gestores e líderes de negócios a inovarem e gerarem mais resultados.

Se você quer aprender com alguns dos melhores empreendedores do país, preencha o formulário e receba nossos conteúdos gratuitos.

Descubra como você pode se tornar um Gestor 4.0

Confira mais conteúdos do G4 no Instagram