Business Plan: Como fazer um Plano de Negócios?

O Business Plan, ou plano de negócios, é importante para empreendedores que estão iniciando o empreendimento próprio e também para o desenvolvimento de mercado de empresas com uma operação já consolidada.

Entender o que é um Business Plan, mas especialmente como ele será útil à sua empresa e como fazer um plano de negócios bem sucedido é fundamental para qualquer gestor ou empreendedor. Confira a seguir!

O que é o Business Plan?

O Business Plan é um estudo para mapear a viabilidade de um negócio ou projeto considerando o máximo possível de variáveis que podem influenciar no sucesso ou fracasso do empreendimento, como financeiras, mercadológicas, burocráticas, tecnológicas e outras.

Por meio do plano de negócio o empreendedor tem clareza sobre o ponto de partida, que é onde a empresa se posiciona atualmente, e o que se almeja no médio ou longo prazo, como um objetivo específico – que vamos chamar de ponto de chegada.

Além de saber esses dois pontos, o Business Plan destaca-se justamente por indicar o percurso a ser trilhado, indicando como efetivamente alcançar os objetivos estipulados. 

Como fazer o plano de negócios?

O plano de negócios será um guia para o empreendedor e colaboradores no médio ou longo prazo, portanto, demanda tempo para ser desenvolvido e colocado em prática.

Mapeamento do cenário

O primeiro aspecto a ser considerado em um plano de negócios que funciona é o mapeamento do atual cenário da empresa, ou seja, reconhecer o que chamamos anteriormente de “ponto de partida”. Alguns fatores a serem avaliados incluem:

  • segmento de atuação, incluindo nicho e perfil dos potenciais clientes;
  • operação da empresa, como se está iniciando os negócios, em um plano de expansão etc. e como se posiciona atualmente, como se há público consolidado;
  • análise da concorrência, identificando concorrentes diretos, diferenciais e mercados em disputa;
  • avaliação dos fornecedores, identificando níveis de solidez dos parceiros, confiabilidade das entregas e escalabilidade.

Esse conjunto de informações garante mais clareza ao empreendedor e permite que o Business Plan seja mais realista e, assim, tenha mais chances de funcionar na prática.

Definição de um objetivo

Um plano, invariavelmente, deve ser um ponto de chegada, ou seja, um objetivo claro estabelecido. Pense no Business Plan como um mapa que só vai funcionar se houver clareza sobre o destino.

Portanto, entenda que o plano de negócio tem que levar a empresa para algum lugar. Entre possíveis objetivos estão:

  • consolidação da marca com receita mensal de x;
  • inserção de um produto ou serviço no mercado;
  • ampliação do market share para x%;
  • consolidação de autoridade no segmento de atuação;
  • fidelização de clientes com x% de faturamento recorrente etc.

Constata-se assim que o Business Plan pode ter diferentes objetivos, mas é importante que haja um objetivo central e que derive dele projetos que vão ganhar planos específicos.

Além do objetivo principal, o plano deve ser dividido em metas intermediárias que podem ser mensuradas (KPI e OKR) em períodos menores de tempo e, se necessário, reajustar o planejamento conforme novas variáveis são identificadas e consideradas.

Aliás, definir um “ponto de chegada” não significa se contentar com a estagnação após um tempo, mas quando o objetivo for alcançado, um novo plano, ainda mais audacioso, pode ser traçado.

Análise de riscos

Um bom plano de negócios também considera o que pode não dar certo na trajetória da empresa, de forma a ter alternativas para contornar as adversidades que, invariavelmente, vão surgir.

Muitos empreendedores ignoram essa etapa, pois consideram que se trata apenas de conjecturas. Entretanto, caso a situação de fato se apresente, ter um plano é fundamental para uma tomada de decisão coerente e rápida.

Por exemplo, considere a falta de matéria-prima ou atraso de um fornecedor. Conhecer de antemão que esse cenário pode acontecer e ter alternativas previamente definidas permite uma resolução em menos tempo e com danos controlados.

Passo a passo de um BP:

Deve-se pensar no Business Plan quase como um mapa e, portanto, depois de considerar as etapas anteriores é possível definir o passo a passo para ir do ponto A ao ponto B. Considere:

  1. aspectos operacionais: são os elementos que viabilizam sua operação, como maquinário, matéria-prima, mão-de-obra etc. Aqui deve constar quais aprimoramentos da operação serão necessários para alcançar o objetivo definido;
  2. aspectos financeiros: provavelmente seu plano demanda recursos orçamentários para se efetivar, portanto, defina metas financeiras tanto de capital de giro como de reservas e reconheça investimentos-chave, como em máquinas, desenvolvimento de produtos etc.;
  3. aspectos burocráticos: verifique se a efetivação do plano trará alguma demanda burocrática adicional à empresa, como novos impostos ou uma atualização do enquadramento tributário;
  4. marketing: defina qual estratégia de marketing é mais compatível com os objetivos definidos, quais investimentos serão necessários e como as campanhas serão estruturadas.

Essa é a parte do plano de negócios que deve indicar efetivamente um caminho a ser trilhado de forma a tornar claro para gestores e colaboradores quais os próximos passos e como trazer esses objetivos de médio e longo prazo para o dia a dia da companhia.

Qual a importância para o seu negócio?

O Business Plan é fundamental para reduzir e controlar riscos, sejam eles operacionais ou financeiros, pois garante mais clareza quanto ao futuro da companhia.

Com um plano de negócios bem estruturado os gestores observam um melhor direcionamento dos recursos, agilidade na tomada de decisão, clareza estratégica e flexibilidade para lidar com adversidades.

Dessa forma, a estratégia também é valiosa para conseguir identificar oportunidades de mercado que são fundamentais na consolidação de uma empresa, no crescimento e na conquista do público-alvo.

Qual a estrutura de um plano de negócios?

Além dos quatro pilares do Business Plan citados anteriormente, outros elementos podem ajudar o gestor a ter mais clareza sobre a empresa, suas operações e as próximas escolhas, como:

  • descrição do negócio;
  • mapeamento dos diferenciais de produtos, serviços e atendimento;
  • missão, visão e valores da empresa;
  • descrição dos produtos e serviços, incluindo seus benefícios e o carro-chefe;
  • perfil de clientes;
  • alcance geográfico;
  • investimento total;
  • enquadramento tributário.

Todo esse conjunto de informações será importante para que o Business Plan saia do papel e seja aplicável no dia a dia do negócio, transformando a operação e dando clareza aos gestores e colaboradores.

Resumindo…

O que significa Business Plan?


Como o próprio nome já diz de forma clara, o Business Plan é um documento estratégico que define o direcionamento do negócio. Além disso, também é utilizado para atrair investidores.

O plano de negócios é o início de tudo. É o momento que você define o modelo de monetização, público, qual sua proposta de valor, etc.

Qual a importância do Business Plan?


É necessário ter cuidado com o preparo das informações, objetivos, metas e etc, que serão incluídas no business plan. O Business Plan é fundamental para reduzir e controlar riscos, garantindo mais clareza quanto ao futuro da companhia.

Saiba mais: outros termos que você precisa conhecer.

Compartilhe esse conteúdo:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No G4 Educação nossa missão é ajudar gestores e líderes de negócios a inovarem e gerarem mais resultados.

Se você quer aprender com alguns dos melhores empreendedores do país, preencha o formulário e receba nossos conteúdos gratuitos.

Descubra como você pode se tornar um Gestor 4.0

Confira mais conteúdos do G4 no Instagram